UMA MANOBRA VERGONHOSA

Dias atrás escrevi neste site um artigo sobre a derrubada anunciada do Araripina Futebol Clube da elite (se é que se pode chamar essa imoralidade de elite) do falido futebol pernambucano.

Não tenho dúvida de que o Vera Cruz será mantido na primeira divisão do futebol pernambucano. Afinal, Vitória de Santo Antão está nos arredores da capital pernambucana. O que torna mais prático e viável ao deslocamento dos paupérrimos clubes pernambucanos que já dão mostras de exaustão total.

Como falei no artigo anterior, estou neste momento corroborando o meu ponto de vista de que a área geográfica para prática do futebol da primeira divisão de PERNAMBUCO está claramente delimitada.

Ficou patente que os times do agreste e do sertão, em pequeno lapso de tempo serão excluídos da competição. Haja vista de que o deslocamento dos grandes clubes da capital (grandes?) é desgastante e oneroso aos pobres e debilitados times da Federação Pernambucana de Futebol.

O que nos deixa indignados é a vergonhosa manobra utilizada para tamanha sujeira. Temos uma cidade, uma região inteira, o povo vibrando, comemorando, se entusiasmando e acreditando no sucesso do seu time. De repente os times convenientes e estratégicos, da região metropolitana da capital começam a perder, e dar fortes sinais de que serão rebaixados.

O que acontece? Arbitragem tendenciosa, aplicação de sanções dúbias, critérios estranhos. São tantas artimanhas que só resta uma alternativa: terminar a participação na competição e pedir a Deus que as mentes tendenciosas que têm poder de decisão tenham um raro momento de seriedade.

O Vera Cruz já começou a deslanchar. Ganhou do irmão Vitória Futebol Clube de goleada. Um time bem mais fraco que de repente virou um gigante. E não tenham dúvidas, o Vera Cruz vai detonar o primo vizinho Cabense Futebol Clube. Coincidentemente, todos estão dentro da área geográfica delimitada. Quem dança? Obviamente os coitadinhos do sertão. Não é fácil irmãos!

Ao Araripina Futebol Clube (carinhosamente o nosso bode do sertão) desejo que termine sua participação com dignidade e a garra que sempre lhe caracterizou, deixando no coração de cada um, o orgulho e o imenso prazer de ser torcedor de um time que irradia energia, confiança e muito amor.

Como disse o grande Che-Guevara: “Vale a pena morrer numa praia estrangeira por um ideal tão puro”. Vamos lá bodão!

Humberto Alves Bandeira

Publicado por Humberto Alves Bandeira

Sou filho de Araripina, tenho 62 anos de idade, sou casado tenho 03 filhos também casados, tenho u netinho chamado Mateus. Sou um apaixonado por Araripina e o Sertão do Araripe. Tenho um enorme prazer em fazer parte da equipe do araripina.com.br. o site expoente da região.

Participe da discussão

4 comentários

  1. O Bode foi digno de raça e luta desde o começo do campeonato e ainda acredito na sua permanência, apesar das artimanhas.

  2. tambem acredito que o bodao vai ganhar lá na terra da pitu pra calar a boca desses otarios da federaçao que querem derrubar a gente, que colocam juizes ladroes pra roubar pros times deles.
    abraços…

  3. MEU CARO AMIGO HUMBERTO.
    ACHO QUE POSSO TE CHAMAR ASSIM: COMO TE FALEI, FUTEBOL PERNAMBUCANO SÃO DE CARTAS MARCADAS, JÁ DIZIA O ARGENTINO MANCUSO QUE JOGOU NO SANTA, LEMBRA???? MAS BASTA O ARARIPINA GANHAR DO VITÓRIA EM CAMPO. EU ACREDITO. LEMBRE~SE, PERNAMBUCO NÃO É UMA REGIÃO METROPOLITANA É UM estado de ESPIRITO, DE LIBERDADE. VIVA ARARIPINA VIVA O SERTÃO, VIVA O BODE QUE EU QUERIA CHAMAR DE GATO MARACAJÁ, OU MELHOR MINHA FILHA MARIA CLARA.

  4. Ah,esse bode agora é um pedaço de mim,Sport,Bode e Flu no Rio…..um trio animador para o meu saudosismo sertanejo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.