Técnico do IPA denuncia irregularidades na distribuição de pipas e diz que sua vida pode estar em risco.

Técnico do Instituto Agronômico de Pernambuco ligado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado (IPA) em Santa Filomena denuncia suposto esquema de desvio e irregularidades na operação pipa do município e administrativas. Segundo reportagem do Nossa Voz (Grande Rio FM), Hercules Sávio Granja denunciou esquema de desvio, favorecimento e irregularidades na Operação Pipa de Santa Filomena.
Ele teme represália e até a morte porque resolveu entregar o que ele chama de “esquema”. O denunciante informou que está sendo afastado do cargo por causa da denúncia. “Tenho documentos que comprovam que toda a distribuição dos pipas é uma indicação de deputados federais e estaduais. Tem uma tabela indicando os locais e os favorecidos”.
Hercules informa ainda, que já solicitou com urgência uma auditoria para investigar a denúncia de coleta e distribuição de água na região e até agora não foi atendido pelo Governo do Estado e vem sofrendo ameaças indiretas. “Tem carro que não pega a água do Rio São Francisco e eu sou obrigado a atestar, a água foi distribuída, mas tenho provas de que não foi extraída do Rio São Francisco e sim de barreiros sem tratamento algum”, pontua. “Tenho ouvido para tomar cuidado, se eu não tenho medo de morrer, mas não tenho medo, estou denunciando porque penso no coletivo, nos agricultores que estão sendo prejudicados”.
O técnico garante que está sendo pressionado a não levar adiante a denúncia e por medo de ameaças decidiu tornar pública as irregularidades. “Me deram um afastamento arbitrário, estão querendo ‘descredibilizar’ o meu papel de  fiscalizador que quer moralizar a administração do setor me chamando de louco e que estou perdendo a cabeça. A licença médica que me concederam é ilegal e arbitrária”, reclamou, informando que a gerência regional do IPA está influenciando a opinião pública contra ele.
O técnico garante que o programa GPS não funciona em Santa Filomena e que quem conduz a distribuição dos pipas no município são os políticos. “Formamos um Conselho que tem como presidente José Sátiro da Costa, mas todos reconhecem que há influência política na distribuição e que não tem como mudar essa realidade. O GPS é uma farsa, não funciona”, frisou.
A gerente do IPA, Marlene Rezende de Oliveira Nunes, desmente às denúncias.  “Busquei informações do Conselho e de pessoas que nos informaram que a água que estava sendo pega de barreiros era para consumo animal e não ser distribuída para consumo humano, mas o roteiro foi feito. Detectamos que Hercules está nervoso e estressado então sugerimos que ele procure um médico, pois ele está de licença 15 dias para buscar tratamento médico”.
Quanto à denúncia de que 20 pipeiros estariam ligados a políticos do município, Marlene contesta. “Está sendo apuradas as informações, mas posso afirmar que está sendo cumprido o decreto do Governo do Estado, essas denuncias não passam de problemas de saúde de Hercules”.
Durante a entrevista, Hercules Granja mandou um recado para o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB): “Se o senhor quer moralizar os carros-pipas do Estado de Pernambuco, não tem meio terno, tem que ser por meio de decreto. Políticos façam uma Lei Estadual dando poder aos Conselhos de Agricultores, como o Governo Federal fez entregando o poder na mão do Exército”, disse.
Blog Novo Araripe / Araripina em Foco

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: