Surto de hepatite “A” é detectado e tomado as devidas providências.

Com
o intuito de atentar a população para os cuidados necessários e evitar o
contágio da hepatite A, a Prefeitura Municipal de Bodocó através da Secretaria
de Saúde com o apoio da Coordenação da Atenção Básica Vigilância em Saúde e da
Vigilância Epidemiológica, realizou reunião que após discussões com a população
desencadeou uma c
ampanha educativa na comunidade de Feitoria para o combate a esta
doença. O evento aconteceu na manhã dessa última quarta-feira (17), na Escola
Municipal Eça de Queiroz. 


Além da população local, participaram do momento a coordenadora de
Vigilância Epidemiológica, Lislene Rodrigues; o secretário de Cultura, Turismo,
Esporte e Juventude, Lucelder Luna; o secretário de Agricultura e
Desenvolvimento Econômico, Robson Saraiva, e representantes das Secretarias de
Saúde, Assistência Social, Meio Ambiente e imprensa local. 

Além das atenções básicas que se deve ter para os cuidados preventivos à
doença, foi observado também que a estrutura de saneamento e limpeza de
Feitoria está comprometida. A gestão anterior pecou com os cuidados à
população. O saneamento feito foi mal projetado e grande partes das residências
não estão ligadas ao saneamento público, por este motivo os esgotos escorrem a
céu aberto na Vila de Feitoria, além desse problema os canos usados não atendem
a necessidade, quando o projeto for concluído, provavelmente haverá estouros de
canos, afirma a Secretária do Meio Ambiente, Janiê Miranda. 

Um outro problema deixado como herança de gestão é a localização do
lixão. O local é mal localizado, quando chove todo o lixo volta para a
comunidade, e por se tratar de uma localização onde passa um córrego, o lixo também
é levado para os rios e mananciais. Neste caso, a Secretaria de Meio Ambiente
já se pronunciou. A secretária Janiê Miranda já está providenciando uma melhor
localização para a transferência desse lixo. “Infelizmente as ações mal
estruturadas acarretam problemas para a população no futuro, recebemos uma
herança que está colocando em risco a saúde da comunidade, mas vamos fazer o
possível para resolvermos todas essas questões,” afirma a secretária.

A enfermeira do PSF de Feitoria, Layanne Pionório, informou também que
uma forma preventiva para evitar a doença é melhorar as condições de higiene e
de saneamento básico, como lavar as mãos após ir ao banheiro; lavar bem as
frutas e verduras com água tratada, clorada ou fervida. Tratar a água para
consumo e caso haja algum doente com hepatite A em casa, utilizar hipoclorito
de sódio 2,5% ou água sanitária ao lavar o banheiro. 

Nesta ocasião, as secretarias
divulgaram medidas que serão adotadas no âmbito da administração pública
objetivando a promoção da saúde na comunidade. Robson Saraiva anunciou que a
Secretaria de Agricultura ficará responsável por analisar a qualidade da água
na área da captação, a rede de saneamento e, atendendo ao pedido da população,
realizará a limpeza das caixas d’água que há mais de 10 anos não são limpas. Já
a Secretaria de Assistência Social realizará ações educativas com as crianças
do PETI, fazendo delas agentes multiplicadores. Após receber os relatórios da
saúde municipal, Danilo Rodrigues parabenizou a equipe e disse que todas as
estratégias de combate e prevenção à doença serão executadas sem medir esforços
e disse também que está tramitando na câmera de vereadores um projeto de
saneamento básico. Os moradores utilizaram o momento para sugerir outras
medidas, esclarecer as dúvidas e levar para a administração as necessidades e
anseios da população para promover o bem-estar. 


A hepatite A é uma doença infecciosa causada pelo vírus A (VHA), que
atinge o fígado. Geralmente de curso benigno. A transmissão do vírus se dá
através da água e alimentos contaminados, mal preparados e do contato direto
com a pessoa infectada. Os sintomas e sinais da doença são cansaço, tontura,
enjôo e/ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura
e fezes claras e diarréia persistente. A doença pode ser detectada através de
exame de sangue.


Fonte: ASCOM Prefeitura de Bodocó

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: