CARETAS, uma manifestação popular executada na SEMANA SANTA, ou seja no período de três dias que antecede a sexta santa, culminando ou finalizando na sexta-feira santa à meia noite.

Os caretas são homens vestidos a caráter com mascaras , chicotes, chocalhos e partes do corpo pintado para dificultar o reconhecimento e assim melhorar a execução dos trabalhos de ”expiação”, ou seja, são pessoas que perambulam, em busca de esmolas, para reparar e tentar confraternizar o Judas com o Nazareno “Jesus“ toda aquel

Caretas do Nordeste
Caretas do Nordeste

a historia que o livro Sagrado declina. Após os três dias de “pidição” pedidos de todos os tipos e modelos. Eles, os caretas recebem de tudo desde milho verde, galinha, rapadura, sapatos velhos, chapéus e demais presentes típicos do nosso povo Nordestino.

E todos que fazem doações, são convidados para o grande dia que é a  sexta santa, e se fazem presente  a malhação de Judas, ato que espanca o boneco simbólico com porretes de madeira ao organizar um círculo de raio de quatro a doze metros, circundam com três cordas ao centro erguem um pau ou poste de quatro a sete metros de altura e penduram o boneco em tamanho natural de um homem mais ou menos um metro e sessenta e cinco centímetros, representando Judas. As famílias da região são convidadas, é como se os convidados fossem fazer parte da ceia, entretanto para ter acesso aos alimentos e objetos têm que passar pelo Caretas, que armados de chicote açoitam os aventureiros que desejam usufruir dos alimentos, Não se pode revidar, nem guardar rancor dos caretas, é uma alegoria, o povo é convidado mas sabendo que ali esta o traidor tentam roubar o alimento para que não haja ceia , e como, aquele alimento e prendas não são abençoados os desejosos são açoitados, chicoteados por se apoderarem da comida não abençoada. A meia noite da sexta santa derruba-se o poste onde esta exposto o Judas e é esfacelado a cacetadas.

Em sigilo é feita uma carta da herança do espólio de Judas para a comunidade, nesta missiva não escapa mulheres que traem, homens que são maus pagadores os bichas-gay da região, os ranzinzas, os políticos ladrões e toda corsa da região, além dos pertences do Judas que deixa pra o pessoal, como por exemplo: deixo meu chapéu com dois furos pra João do bar, minhas botas furada pra Zefinha… E assim por diante.

ASSIM É O FOLCLORE NORDESTINO

Fraternalmente Thico de Hermes  F A Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.