Os 222 mil servidores, aposentados e pensionistas do Estado estão impedidos de contrair, renegociar ou quitar empréstimos consignados desde as 18h da última segunda-feira. E assim ficarão nos próximos 15 dias úteis. O Sistema de Consignações do Estado de Pernambuco (PEConsig) mudará de empresa gerenciadora.

A migração de softwares exige a interrupção dos serviços e, segundo a Secretaria de Administração, já foi encurtada ao máximo. O Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco (Sindserpe) critica a parada abrupta e aponta “falta de organização”.

lavagem-de-dinheiro-2Desde o final de 2011, o PEConsig enfrenta suspensões que prejudicam os servidores. E, além disso, nos últimos três anos, é administrado pelas mesmas empresas, que se revezam em licitações marcadas por recursos e processos investigativos internos.

A parada neste começo de 2014 ocorre em meio à compra de material escolar, por exemplo, que muitas vezes é feita com a ajuda do empréstimo consignado. São cerca de 300 mil operações mensais no Estado. Aproximadamente 70% dos servidores ativos e inativos têm um contrato em vigência.

Fonte: Jconline.com.br

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: