Há sete anos negociando com o governo em busca de melhores condições de trabalho, os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de todo o Brasil entrarão em greve por tempo indeterminado a partir de amanhã quinta-feira (9).

“Não existe investimento por parte do governo em relação à carreira do servidor social, concurso público e carreira”, reivindica secretário geral da SINDIPREV/SE.

Abaixo, a pauta de reivindicações da categoria. Confira:

1 – Realização de concurso público com números necessários para médicos peritos, técnicos e analistas no INSS
2 – Melhores condições de trabalho, com reformas nos prédios, acesso a produtos básicos de higiene (sabão, papel higiênico etc.) e de expediente, dedetização de ratos, baratas, formigas e escorpiões
3 – Reposição das perdas inflacionárias que, de 2010 a 2015, já somam mais de 27,3%
4 – Data base para 1º de maio para todos os servidores públicos federais
5 – Direito de Greve e Negociação coletiva no serviço público (Convenção 151 da OIT/ONU)
6 – Incorporação de parte das Gratificações (GDASS/GAE) no vencimento básico que, no INSS, o menor das carreiras do serviço público federal, no valor de apenas R$ 639,18 para o nível médio, ou seja, MENOR QUE O SALÁRIO MÍNIMO
7 – Criação do Adicional de Qualificação (AQ), a exemplo de outras carreiras do serviço público, valorizando os servidores que se qualificam e melhoram o seu nível educacional
8 – Revisão de metas e indicadores de gestão
9 – Retorno da jornada semanal de trabalho de 30 horas para todos os servidores
10 – Isonomia salarial e de benefícios entre os três poderes (utivo, Legislativo e Judiciário)
11 – Paridade salarial entre ativos, aposentados e pensionistas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.