O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançou na última quarta-feira (5) uma campanha para estimular a sociedade a consumir produtos e serviços fornecidos por micro e pequenas empresas. O Movimento Compre do Pequeno Negócio é nacional e inclui ações de divulgação que culminam no dia 5 de outubro, no qual é comemorado o Dia da Pequena Empresa.

O objetivo da campanha é fazer com que as pessoas comprem preferencialmente de Microempreendedores Individuais (MEIs) na data. Até lá, a programação inclui capacitações para o empreendedor, promoção de vendas e contratações para os pequenos negócios e sensibilização da sociedade sobre a importância de estimular esse tipo de atividade.

“Com esse movimento, queremos mostrar os benefícios de comprar de micro e pequenas empresas. São elas que fazem circular os recursos nas comunidades, gerando renda e empregos”, afirma o superintendente do Sebrae em Pernambuco, Oswaldo Ramos.

No Estado, são mais de 300 mil micro e pequenas empresas, o que representa 98,6% do total de empreendimentos. O número também responde por 26% do PIB pernambucano e 46,9% dos empregos formais. “No balanço de empresas no semestre, o MEI ainda tem saldo positivo, com mais de 100 mil empregos, então podemos dizer que ele está dando estabilidade à nossa economia nesse momento de crise”, ressalta Ramos. A iniciativa de estimular a compra nos pequenos negócios também conta com o apoio de federações empresariais do Estado, como a Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) e a Fecomércio-PE.

De acordo com a diretora administrativo-financeiro do Sebrae, Adriana Côrte Real, mais de 2 mil empresas já mostraram interesse em participar da campanha. “Além da preparar o empresariado para melhorar os serviços, estamos trabalhando junto a prefeituras e governo para que façam pregões e licitações às pequenas empresas. A ideia é que esse movimento se perpetue”, frisa.

O Movimento Compre do Pequeno Negócio também disponibiliza um hotsite, no qual os empreendedores poderão cadastrar suas empresas para que o consumidor encontre os produtos e serviços próximos ao local de residência ou de trabalho.

Fonte: JConline.com.br

Publicado por Dyangellys Batista

Bibliotecário, Gamer, Geek e Baixinho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.