Que o país passa por um momento difícil, não é novidade para ninguém. Em tempo, muitas medidas têm sido tomadas na tentativa de burlar as dificuldades que estão aparecendo conforme a bola de neve que a crise se tornou aumenta e abocanha mais e mais pessoas. Muito provavelmente, os que tem mais sentido com esse peso são os cofres públicos e algumas prefeituras tem se articulado como podem para tentar amenizar a situação.

Em uma sessão na Câmara Municipal de Cabrobó, município de Pernambuco, deu o que falar nos últimos dias. Um vereador teve a ousada ideia de sugerir uma redução nos vencimentos dos mesmos, como uma maneira de conter despesas do município em questão. Instaurada polemica! Pouco tempo atrás um feito semelhante foi feito no município de Ipubi, no Sertão de Pernambuco, onde o prefeito reduziu seus vencimentos, de secretários e cargos comissionados, como maneira de frear a crise.

Partindo desse princípio, é interessante pensar nesse caminho como uma medida de contenção de despesas com os cofres públicos. Se essa medida pudesse vir a ser adotada no município de Araripina, no sertão de Pernambuco, diminuindo os vencimentos de vereadores e secretários muito provavelmente o escarcéu de salários atrasados, pagamento de aposentados fora dos dias, merenda e transporte escolar também atrasados poderiam, com muita sorte, serem quitados.

E você, caro leitor, qual sua opinião diante desse impasse? Comente!

Publicado por Dyangellys Batista

Bibliotecário, Gamer, Geek e Baixinho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.