Usuários pagarão, em média, 15% a mais pelo plano de saúde, exclusivo dos servidores públicos estaduais

A Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou ontem, por unanimidade, a redação final do projeto de lei n° 1848/2014, que aumentará, em média, 15% as alíquotas de contribuição dos usuários dos Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores de Pernambuco (Sassepe). A matéria segue, agora, para sanção do governador Eduardo Campos (PSB). De acordo com o presidente do Instituto de Recursos Humanos (IRH), Francisco Papaléo, os 190 mil beneficiários começarão a pagar a mais a partir do contracheque que receberão no fim do próximo mês.

Servidores com mais de 50 anos, que correspondem a 54% da carteira, sofrerão os maiores reajustes. Para os titulares, as mensalidades ficarão entre 4,5% e 5,2%  mais caras, dependendo da faixa etária. Já para os dependentes, o acréscimo vai variar de 1,15% a 2,9%.

O reajuste foi acordado com a categoria numa negociação que durou aproximadamente seis meses para tentar salvar o sistema. Os servidores injetarão R$ 1,8 milhão a mais no sistema todos os meses. Em contrapartida, o investimento mensal do estado passará de R$ 5,8 milhões para R$ 6,3 milhões, uma diferença de R$ 500 mil. No total, o sistema receberá uma injeção de R$ 2,3 milhões por mês.

e5dc01b196a28a4ed1e4712368da34bb
Imagem: Infográfico retirado do site JcOnline.

Com isso, se espera que o Sassepe ganhe mais 15 anos de operação sem dificuldades financeiras. Também está previsto investimento de R$ 16 milhões em obras físicas do sistema e compra de equipamentos para o Hospital dos Servidores do Estado.

Fonte: JcOnline.com.br

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: