A escola faz parte de um momento mágico e importante da vida – e, creio, que dá vida de todos. Ansioso em aprender mais, mudando o curso natural do aprendizado. Quer dizer que quando a professora de português da sua lição – a leitura de um conto cheio de gravuras, os olhos já a mirar clássicos da literatura. Ou quando o professor de matemática, ensinava a somar e subtrair, multiplicar e dividir.

E atento aos ensinamentos e nos estudos, a figura do professor (ou professora) era, naquela pouca, a imagem do que viria a ser no futuro. Ao longo da vida escolar, respeitando-os como legítimos mestres – pessoas especiais que detinham o saber, do qual ambicionava tomar ciência em tudo. Não foi difícil escolher e decidir o que almejar no futuro. Crescendo, aprendendo bastante e tornando-se um igual.

Guardada em memórias agradáveis todos os professores. Tanto os afetuosos – além de professores eram amigos; quanto os indiferentes – mal-humorados sim, maus professores não. Com os melhores professores, que serviram de inspiração para a carreira que viria a escolher. No Dia do Professor, obviamente, é afetuoso presenteá-los. É o mínimo que se pode fazer, para quem dedicou seu tempo a ensinar.

Aliás, imagino que, assim como seus antigos professores lhe serviram de exemplos para a vida, seus alunos os veem da mesma maneira. E que no Dia do Professor, lembrem carinhosamente deles – com uma lembrança, uma cesta, uma maçã. Além de, no futuro, quando se aproximar desta mesma data comemorativa (15 de outubro), falem o quanto os dias de escola e aprendizado com o professor valeram a pena.

Uma homenagem do Araripina.com.br ao Professor, profissional que ensina, transforma e educa!

Parabéns aos professores! Parabéns aos mestres!

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: