Os professores da rede Estadual de Ensino do Estado de Pernambuco podem declarar greve por tempo indeterminado. A decisão será discutida em assembleia geral marcada para ás 15h desta sexta-feira (10), no Clube Português. 
Nos dias (08 e 09), a categoria cruzou os braços em uma paralisação de advertência de 48 horas. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, 612 unidades participaram do protesto. No primeiro dia de mobilização, quase 60% das escolas estaduais fecharam, total ou parcialmente. 
Na semana passada, o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa (Alepe) garante que 13,01% seja aplicado a profissionais com nível médio (antigo Magistério) e 0,89% a professores com licenciatura plena e menos de dez anos de serviço na rede. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco, o reajuste deixa de fora 45.750 professores. “A medida rasga o Plano de Cargos e Carreira da categoria. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) cobra o cumprimento da Lei do Piso Salarial (11.738/2008) estendendo o reajuste a todo o conjunto dos professores e não só a uma parte dela”, informou o sindicato através de nota oficial.

A paralisação foi aprovada em assembleia na sexta passada. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.