Screenshot_2015-02-01-10-59-10
Notificação da Caixa Econômica Federal via SMS a servidor.

Nas primeiras horas da manhã de hoje (03), o Araripina.com.br esteve no prédio do SIMA – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araripina, e conversou com o seu Presidente, o senhor Tiago Josemar da Silva que falou sobre uma delicada situação que está englobando um número alto de servidores municipais: a ausência do repasse do valor dos consignados aos referidos bancos.

Em conversa com o Araripina.com.br, o Presidente do SIMA falou que a situação é um agravante e uma humilhação aos servidores, pois o valor dos referidos consignados é mensalmente debitado dos contracheques, entretanto esse valor não tem chegado aos bancos e muitos servidores estão vendo seus nomes ficarem sujos no mercado, devido essa inadimplência da Prefeitura.

O SIMA está preparando uma ação conjunta e todos que tiverem interesse em se unir a essa, deve comparecer ao SIMA com as documentações necessárias: Contracheque, carta do SPC e documentos pessoais; a ideia é que essa ação judicial abrande a situação e force a prefeitura a realizar os repassasses nos referidos períodos, visto que os valores estão sendo mensalmente debitados em folha. Ao mesmo tempo, o SIMA tem direcionado servidores a abrirem uma ação individual contra a Caixa Econômica Federal de forma que o servidor não tem culpa, do repasse não está sendo feito; uma vez que o desconto em folha vem sendo feito ininterruptamente.

Na oportunidade, o SIMA, através de seu Presidente, convoca e convida a todos os Servidores (filiados e não-filiados) a comparecerem na próxima terça-feira as 18:30 na Câmara Municipal de Araripina para assembléia onde será debatidos assuntos de mutuo interesse.

O SIMA está funcionando diariamente à rua Joaquim José Modesto, nº 94; com os telefones (87) 3873 2900/ (87) 9155 3699 / (87) 9666 7979.

Abaixo você pode ouvir toda a fala do Presidente do SIMA sobre a situação atual:

 

https://soundcloud.com/dyanngellys-baptista/entrevista-presidente-sima

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: