Como Dilma, o governador Paulo Câmara preferiu o caminho mais fácil, de elevar os impostos estaduais para fechar os rombos da máquina pública inchada do Estado de Pernambuco.

E foi assim que o resultado da votação na noite de ontem (28), onde o Governo do Estado de Pernambuco altera as alíquotas do ICMS sobre gasolina e álcool. Na ocasião, a Deputada Estadual Socorro Pimentel, esteve presente e na ocasião, apesar das condições, apresentou propostas contra a votação que aumentava para 29% a gasolina e derrubava o álcool para 23%.

O governo diz que está acompanhando o movimento dos demais estados do Nordeste e as deliberações do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). O aumento dos impostos foi apresentado pelo Governo do Estado como um pacote de medidas para enfrentamento da crise econômica que sacode o país.

“Elas têm o objetivo de melhorar a receita – inclusive dos municípios – e estimular setores importantes da economia pernambucana, aumentando as alíquotas de alguns segmentos e reduzindo outras. As medidas ajudarão na criação e manutenção de empregos e devem injetar anualmente cerca de R$ 487 milhões no caixa a partir de 2016”.

 

Publicado por Dyangellys Batista

Bibliotecário, Gamer, Geek e Baixinho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.