Novas Viaturas Policiais e Cidadania…

Tenho andado no centro de Araripina e vejo uma mudança muito boa no que concerne à presença de viaturas policiais novas na cidade, tanto da Polícia Civil quanto da Militar. Espero que as viaturas continuem por aqui, pois Araripina é uma cidade de porte médio e de um promissor desenvolvimento, principalmente nas áreas de serviços, comércio e hotelaria, já tendo um parque industrial consolidado na área de mineração.

Infelizmente, onde há desenvolvimento, circulação de riquezas, também a violência tende a aumentar. Esse é um fator negativo inexorável   que infelizmente acompanha o desenvolvimento urbano de qualquer cidade brasileira. Por isso, a necessidade de um aparato de segurança pública bem aparelhado (moderno) e presente no sentido de dissuadir os infratores da lei a não cometerem delitos atraídos pelas riquezas que a cidade pode oferecer. A população aumenta, os problemas crescem também na mesma proporção.

Com relação às motos da ROCAM são ágeis e podem chegar com rapidez para coibir o crime. Quando morava em Arcoverde, por exemplo, não entendia como uma cidade menor que Araripina possui um  Batalhão da PMPE, muitas viaturas da PC e da Militar e Araripina, industrialmente mais potente, carecia de viaturas para o trabalho digno e eficiente dos componentes da segurança pública.

No que diz respeito ao não uso de cinto de segurança por parte de quase a totalidade dos motoristas de Araripina, não entendo como falta de educação do povo ou afronta às autoridades, mas um costume contra legis que vigora espontaneamente por quase toda a população. Eu mesmo, com sinceridade, costumava andar sem cinto de segurança na área urbana, colocando-o apenas quando ia para a BR. Mas, como o costume muda o costume, e o bom costume disciplina, orienta, ensina e educa, passei também a usar o cinto de segurança também dentro da área urbana de Araripina, mesmo que os outros achem tolice ou besteira da minha parte. Por quê o cidadão também não pode fazer a sua parte para levantar a corrente dos bons costumes na cidade?  o Governo Federal, Estadual e Municipal são obrigados a fazerem a sua parte, mas a população pode e deve, também, exercer sua cidadania ensinando e propagando a civilidade em seu próprio bem e do desenvolvimento de seu município.

Sandro Moraes.