Empresários do setor gesseiro reúnem-se na FIEPE para debater parcerias com o poder público

A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias de Pernambuco – FIEPE, sediou na manhã desta segunda-feira, 29, uma reunião com empresários do setor gesseiro e integrantes do poder público para planejar a participação da indústria do gesso na Casa Cariri Mostra que acontecerá na cidade de Juazeiro do Norte – CE entre os dias 21 de julho a 16 de agosto.

O debate girou em torno do desenvolvimento de parcerias entre o setor gesseiro e as prefeituras das cidades que compõem o pólo – Araripina, Trindade, Ipubi e Ouricuri – através da participação do Consórcio Intermunicipal do Sertão do Araripe Pernambucano – CISAPE, que integra todas as cidades araripeanas. A união do setor público com o privado é fundamental para criar novas oportunidades de negócio e consequentemente estimular a geração de mais emprego e renda na região.

De acordo com a diretora da Unidade Sertão do Araripe da FIEPE, Ceissa Costa, o encontro foi muito positivo, pois diversas idéias foram debatidas na presença de empresários e agentes públicos como o prefeito de Araripina. “A FIEPE recebe com alegria todos aqueles que trabalham em prol do desenvolvimento da nossa região. As reuniões são decisivas para o surgimento de novas idéias e ações empresariais”, afirmou.

Para o prefeito de Araripina – PE, Alexandre Arraes, o poder público deve ser parceiro da indústria do gesso, especialmente neste momento em que todo o setor está empenhado em superar as dificuldades do mercado. Ele afirmou que trabalhará na articulação junto ao Governo do Estado de Pernambuco para garantir a presença de secretários de governo no evento. “Levaremos as demandas do setor para o Governador Paulo Câmara e também ao Secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões e vamos garantir que representantes do Governo do Estado estejam presentes ao evento”, reforçou.

O empresário Aureliano Galvão, da AM Gesso, destacou a importância das parcerias e o apoio do poder público para o fortalecimento do setor gesseiro. Ele sugeriu a criação da Rota Turística do Gesso como forma de disseminar todo o potencial econômico da indústria gesseira e também o fortalecimento das instituições que atuam no Arranjo Produtivo Local do Gesso como a ASSOGESSO, SINDUSGESSO, SEBRAE, FIEPE e outros. “Todo o setor está empenhado em participar da Casa Cariri Mostra como forma de abrir novos mercados e também reforçar a principal economia da região do Araripe”, disse.

Reunião com a presença de empresários do setor gesseiro e prefeito de Araripina
Reprodução: Ascom – FIEPE

Fonte: Ascom FIEPE

Polo gesseiro é destaque na cidade de Araripina

Na manhã de ontem (16), Araripina, no sertão de Pernambuco, foi destaque mais uma vez nas mídias televisivas. Em uma chamada do Jornal Bom Dia Pernambuco, a cidade apareceu em uma tomada ao vivo onde mostrava pessoas trabalhando com o gesso; o mesmo gesso que é responsável por uma parte maciça da economia na região.

No link abaixo você pode conferir toda a matéria que foi vinculada no Canal Globo de televisão… confira!

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-pe/t/edicoes/v/polo-gesseiro-e-destaque-na-cidade-de-araripina/4255440/

Irregularidades em empresas do Polo Gesseiro são debatidas em Araripina

O chamado ‘Polo Gesseiro’ é responsável por mais de 90% do gesso produzido no país. O polo é formado por empresas em Ipubi, Trindade, Bodocó, Ouricuri e Araripina, todas cidades do Sertão de Pernambuco. Nesses locais, de acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), são identificados diversas irregularidades, como falta de equipamento adequado aos trabalhadores e produção excessiva de pó que causa doenças.

Segundo a procuradora do Trabalho, Vanessa Patriota, uma das principais irregularidades é a produção de pó de gesso. “É tanta poeira que nem mesmo aqueles que usam o Equipamento de Proteção Individual (EPI), o que nem sempre fazem, não estão protegidos. Muitas vezes o pó se alastra para o ambiente externo das fábricas. Isso pode causar problemas respiratórios e até câncer pulmonar”, afirmou.

Além disso, de acordo com a promotora, existem outros problemas como irregularidades na assinatura da carteira de trabalho, máquinas e equipamentos desprotegidos e funcionários expostos a calor excessivo perto dos fornos. No mês de março, cinco empresas de Araripina foram intimadas pelo MPT por irregularidades relacionadas à segurança dos trabalhadores.

Para tentar reduzir esses problemas, será realizado entre os dias 8 e 9 de junho o seminário ‘Trabalho Seguro e Saudável no Sertão do Araripe’. Entre os temas debatidos estão também a exposição de trabalhadores a ruído e impactos ambientais causados por essas indústrias. Os interessados em participar podem se inscrever gratuitamente pela Internet, enviando dados como nome completo, telefone para contato, empresa e função para o e-mail: [email protected]

O seminário acontecerá na Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Araripina (FACISA), que fica localizada na Rodovia PE-615, km 02, nº 12, bairro Vila Santa Maria. Outras informações pelos telefones: (81) 3427-4566 ou (81) 3241-3802.

Fonte: G1.globo.com