Estados do Nordeste recebem o nono dígito. Saiba como se adaptar à mudança

O nono dígito chega este domingo (31) a seis estados do Nordeste, entre eles Pernambuco. Para fazer ligações para qualquer celular dos DDDs 81, 82, 83, 84, 85, 86, 87, 88 e 89 será necessário adicionar o número 9 à frente da numeração.

A mudança chega a Pernambuco, Alagoas, Ceará, Piauí, Paraíba e Rio Grande do Norte. Ficam de fora os estados nordestinos de Bahia e Sergipe, que receberão o nono dígito apenas em outubro junto com Minas Gerais. Maranhão já teve a numeração alterada em outubro de 2014.

O processo de incluir um nono dígito aos números de celulares começou no ano passado e se deu por conta da alta demanda das ativações de novas linhas. Com um número a mais, as combinações aumentam exponencialmente. Ao esgotar as possibilidades, as novas linhas poderão vir com o número “8” à frente e assim por diante.

Transição

Como já aconteceu em outras cidades, os primeiros dias serão de transição. As operadoras irão completar as chamadas feitas com o padrão antigo, de oito números. Uma gravação irá informar a inclusão do nono dígito até o dia 9 de setembro. Após essa data, nenhuma chamada com 8 dígitos será completada.

Todas as operadoras lançaram aplicativos para ajudar os clientes na transição. Com isso, não será necessário mudar toda a agenda manualmente. Baixe os apps disponibilizados pela VivoOiTim e Claro.

Como fica o WhatsApp

Segundo o WhatsApp, não será necessário reinstalar o aplicativo. Como já aconteceu em outros estados, a empresa vai incluir automaticamente o nono dígito para os novos DDDs que passaram pela mudança.

É necessário ter paciência para aguardar a transição. Como o WhatsApp utiliza o número dos contatos para funcionar, a agenda precisa estar atualizada.

“Você manterá todas as suas conversas, arquivos de mídia (fotos, vídeos, mensagens de voz e áudio). As mensagens serão entregues a você, independente das mesmas terem sido enviadas ao seu número antigo ou novo”, diz a rede. E adverte: “Em alguns casos, é possível que você veja duas entradas de conversas diferentes para um mesmo contato. Infelizmente não há uma maneira de fundir estas conversas em um apenas uma, neste momento.”

iMessage

O iMessage, serviço de mensagens para usuários de iPhone, também passará por transição. Mas aqui é necessário proceder com alguns procedimentos. Vá até “Telefone” no menu configurações e veja se já aparece o nono dígito. Caso não, atualize. No “FaceTime”, desative e ative para aparecer o dígito 9. Faça o mesmo no iMessage no menu “Mensagens”.

Viber e outros apps que usam sua agenda

O Viber e outros apps semelhantes que utilizam os números armazenados na agenda: basta deletar a conta no app e fazer um novo cadastro com o número 9 ou reinstalar o app.

Fonte: Ne10,uol.com.br

Inscrições do Sisu 2015 começam hoje (19), Nordeste lidera com maior número de vagas

O Ministério da Educação iniciou hoje (19) as inscrições para primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pelo sisu.mec.gov.br. Não há um horário previsto para o início do funcionamento do sistema, segundo o próprio Ministério da Educação. O prazo vai até as 22h59 (23h59, horário de Brasília e demais Estados que estiverem com Horário de Verão) desta quinta-feira (22). O resultado da primeira chamada regular será divulgado no dia 26 de janeiro.

O Sisu é usado para realizar a seleção para as vagas com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, disponibilizadas na última terça-feira (13). No total, são 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior; o Nordeste é a região com o maior número de vagas, ultrapassando 80 mil, Bahia, Pernambuco e Ceará são os Estados lideres com maior quantidade.

Para concorrer, o estudante precisa informar o número de inscrição e a senha usados no Enem. Quem não lembra a senha pode solicitá-la no site do Enem.

DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS DO SISU 2015

VAGAS POR REGIÃO
Região IES Cursos Vagas
Nordeste 42 2.107 83.700
Sudeste 43 1.395 52.964
Sul 22 1.053 28.511

Centro-Oeste

12 701 26.077
Norte 16 568 14.262
TOTAL 128* 5.631 205.514

Do total de vagas ofertadas por universidades federais, institutos tecnológicos e universidades estaduais nesta primeira edição do Sisu, 82.879 (ou 40%) estão destinadas a estudantes que atendam aos quesitos da Lei de Cotas, ou seja, que tenham cursado todo o ensino médio em escolas públicas.

Pela lei, neste processo seletivo do Sisu, pelo menos 37,5% de suas vagas são para cotistas. Até 2016, as instituições deverão atingir o percentual de 50% de vagas reservadas.

Além da Lei de Cotas, algumas instituições promovem reserva de vagas por ações afirmativas, como vaga para deficientes, quilombolas ou um índice maior para alunos negros, pardos ou indígenas. No total, 12.825 vagas do Sisu são reservadas para ações afirmativas das universidades e institutos.

Fonte: G1.globo.com

Agricultores atingido pela seca terão dívidas prorrogadas por 10 anos

Atenção agricultores de todo o Brasil! O governo federal prorrogou por dez anos as dívidas de agricultores afetados pela seca. A resolução foi divulgada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), na semana passada. A decisão vale para as parcelas que venceriam em 2012, 2013 e 2014. O pagamento do valor refinanciado começa em 2015 para produtores em geral e em 2016 para agricultores familiares. Em entrevista ao programa de rádio Café com a presidenta, Dilma Rousseff explica como ocorrerá a prorrogação.

SONORA: DILMA ROUSSEF

O Conselho publicou ainda uma resolução autorizando agricultores da Região Nordeste a renegociar dívidas contratadas até 2006, utilizando recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) e do Fundo Constitucional do Norte (FNO). A taxa de juros do refinanciamento será 4,12% ao ano, mas pode cair para 3,5% graças a um bônus de adimplência de 15%. Além disso, foi retirada a obrigatoriedade de entrada para os financiamentos.

Codevasf, uma empresa vinculada ao Ministério da Integração Nacional
Governo Federal – Brasil: país rico é país sem pobreza.

Mais informações: www.codevasf.gov.br
Contato: Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf
Fone: (61) 2028 – 4758/4627/4769
E-mail: [email protected]

EM DEFESA DO JUMENTO

Em meio aos produtos brasileiros exportados para a China, o novo objeto de desejo é o popular jegue nordestino. Há cerca de um mês, um acordo entre os dois países liberou o intercâmbio de jumentos – também conhecidos como jegues ou asnos, utilizados na indústria chinesa de alimentos e cosméticos.
Os chineses pretendem importar 300 mil jumentos por ano do Nordeste, onde o animal é encontrado em abundância. Com as facilidades de financiamento, houve um crescimento muito grande do uso de motos para o transporte local e os jegues estão perdendo espaço no interior do Nordeste.
A China abate 1,5 milhão de burros ao ano. O processo envolve tecnologia de ponta, com melhoria genética, produção de alimentos específicos e assistência técnica.

* * *

NOSSA OPINIÃO

Em 1984 uma industria de charque de Belo Jardim-PE andou massacrando o nosso gangão e transformando milhares deles em charque para exportação. Era um absurdo a maneira desumana como a coisa era feita. Uma lei determinava que apenas animais velhos ou aleijados deveriam ser levados para este fim. Então, proprietários desalmados e os próprios motoristas e ajudantes das carretas que transportavam os animais se encarregavam de ‘aleijar’ os bichinhos atropelando-os na estrada ou quebrando suas pernas a pauladas. Agora que a motocicleta domina o sertão, a água encanada e o fogão a gás chegaram em todas as residências, o jumento, depois de 400 anos de contribuição ao desenvolvimento do Nordeste virou ‘persona non-grata’. Em 1984, em parceria com o poeta Gonzaga Vieira, eu produzi um folheto (ainda inédito) intitulado “O massacre do jumento nordestino”, que dizia mais ou menos assim:

O jumento nosso irmão
Cantado em prosa e verso
Que um dia transportou
O Autor do Universo
Vive hoje maltratado
Sendo até eliminado
Num atentado perverso.

Nos circos ou zoológicos
É comida de leão
Repasto de outras feras
É o nosso pobre irmão
Há tempos Luiz Gonzaga
Denunciava esta saga
Em inspirada canção.

Na fuga para o Egito
Jesus, José e Maria
Optaram pelo jegue
Por ser boa montaria
E a Família Sagrada
Viu-se assim transportada
Com conforto (sic) e garantia.

(…)

ATENÇÃO POETAS DE PLANTÃO. FAÇAM SEUS COMENTÁRIOS!!! VAMOS NOS MOBILIZAR EM DEFESA DO “NOSSO IRMÃO”. FAÇAMOS UMA CARTA EM VERSOS À PRESIDENTE DILMA PARA IMPEDIR ESSE ABSURDO. DUVIDO QUE LULA PERMITISSE TAL ABERRAÇÃO!!!

Administração Pública Brasileira desconhece a lei e não respeita direitos das pessoas portadoras de necessidades especiais

O Brasil é um dos países do Mundo que tem mais leis sociais. A própria Constituição Federal é um exemplo de uma Carta Magna entre as nações em desenvolvimento e desenvolvidas que garante direitos sociais a todo tipo de setor da sociedade. Mas como lei no Brasil é sempre mais uma, muitos juristas a consideram uma carta de boas intenções a ser colocada em prática. Nem mesmo os políticos que elaboram as leis as conhecem, quanto mais a população. No que se refere à lei da acessibilidade a legislação federal e pernambucana prevêem a construção de rampas em todas as calçadas e o seu nivelamento. Mas, na prática a realidade é outra. Quem é deficiente físico, auditivo, cadeirante nesse País sofre no dia a dia para se locomover, mesmo que possua engenhocas modernas como carrinhos a gasolina para cadeirantes mais abastados. Descer uma calçada, subir ou mesmo se locomover é um martírio para essas pessoas. Leia a matéria e a assista ao vídeo didático que a acompanha para você entender a questão.

SANDRO MORAES
ADVOGADO