‘Descentralizar é a palavra de ordem!’, avisou a Secretária Maderleide Oliveira.

Na manhã de hoje (15), esteve em uma emissora de rádio local, a Professora, Advogada e Secretária de Desenvolvimento Social, Maderleide Oliveira para falar sobre as ações que estão sendo desenvolvidas pela mesma na secretaria a que representa e dos projetos que serão desenvolvidos.

Oportunamente, lembrou da importância de humanizar o serviço público municipal, principalmente da Secretaria de Desenvolvimento Social por tratar muitas vezes de assuntos referente a família e questões delicadas. Relatou o sucesso que foi o Casamento Social, projeto encabeçado pela mesma e que uniu através de matrimonio mais de cinquenta casais no último mês de junho.

Segundo a Secretária, a mesma está desenvolvendo um projeto de atendimento itinerante, assim humanizando o serviço da Secretaria a qual está à frente e atingindo um público mais restrito da zona rural, onde dificilmente está tendo esse contato. O Projeto levará para áreas afastadas o NAJ, Bolsa Família e a parceria se estenderá a outras secretarias que quiserem dispor de seus serviços fora da unidade física.

Para o segundo semestre, a Secretária estará se descentralizando para atender um maior número de populares e levar o atendimento que é feito na própria secretaria aos distritos e a população que tem certa resistência em se dirigir até a sede para realizar o atendimento; assim, evitando a população um gasto de valores em se dirigir até a sede. O projeto deve começar a acontecer a partir de segunda-feira (20).

Confira toda a fala da Secretária Maderleide Oliveira abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=3Gv2Ho_JUBo

Lideranças do Zé Martins exigem solução a Secretaria de Desenvolvimento Social

Reuniram-se com a atual Secretária de Desenvolvimento Social de Araripina, Sertão de Pernambuco, Maderleide Oliveira, na última sexta-feira (12), lideranças do Bairro Zé Martins solicitando a concretização das ações prometidas na via de amenizar os transtornos que a população daquele bairro vem enfrentando desde que o mesmo foi varrido pelas fortes chuvas que acometeram a cidade no mês de Março.

Atualmente, esse é uma das maiores dificuldades que a região de Araripina possui; e por esse motivo, uma atenção especial será dada para que as intervenções necessárias para a concretização das promessas aconteçam, dentre elas o fornecimento de cestas básicas, colchoes, agua potável, limpeza da lama deixada pela chuva e o auxílio moradia, esclarece a Secretária Maderleide Oliveira.

Por fim, a Secretária fincou o encontro como proveitoso e na oportunidade foi desenvolvida uma agenda positiva com atividades para serem executadas ao logo do mês de junho. “Não podemos permitir que os problema sociais mais novos, ataque a nossa memória ao ponto de fazer com que esqueçamos dos problemas mais antigos. Temos que exercitar a memória diariamente e resolver todos os problemas”, concluiu a Secretária.

Fotos: Secretaria de Desenvolvimento Social de Araripina

 

Secretária de Políticas da Mulher promove projeto Todos Por Maria

A Secretária de Políticas da Mulher, Maderleide Oliveira, juntamente com diversos órgãos da região estão preparando uma grande ação voltada a preservar a integridade da mulher vítima de violência doméstica. Com o projeto chamado Todos Por Maria, a Secretária tem como missão principal levar a conscientização para alunos da rede pública municipal de ensino, de maneira a atingir, com essa ação, as comunidades a qual os mesmo estão inseridos; em sua maioria pertencentes a zona rural.

Polícias Militar e Civil, o Ministério Público, a OAB e a GRE Sertão do Araripe, entre outros, apoiam a causa e se prestam a estarem realizando momentos oportunos para disseminação dos direitos cíveis da mulher quando a mesma é vítima de agressão, quando em sua maioria a mesma é acometida pelo próprio companheiro.

A Lei Maria da Penha, denominação popular da Lei número 11,340 é um dispositivo legal Brasileiro que visa aumentar o rigor das punições sobre crimes domésticos, é normalmente aplicada aos homens que agridem fisicamente ou psicologicamente a uma mulher ou à esposa, o que é mais recorrente.

O projeto será desenvolvido em três momentos distintos:

  • Palestras nas escolas estaduais e municipais
  • Concurso de redação
  • Gincana estudantil