São João nos Bairros abre as festividades juninas em Araripina

Teve início na noite de ontem (04), na cidade de Araripina, Sertão de Pernambuco, o tão afamado São João nos Bairros. O evento, que abre as festividades do mês de junho na cidade e serve como prévia ao São João da cidade, que acontece de 23 a 27 do corrente mês, foi um sucesso e contou com a presença de membros do administrativo da Prefeitura Municipal de Araripina e prestigiado por toda a população.

O evento contou com as atrações musicais da atualidade que leva a moçada ao delírio! Mocidade Forrozeira e Pegada Federal tocaram as músicas do momento e celebraram, juntamente a população presente o início das festividades de São João na cidade de Araripina. Nesse ritmo, o São João nos Bairros segue até o dia 19 com a realização do Concurso de Quadrilhas que irá se realizar na Quadra Poliesportiva da AEDA, bairro universitário.

O São João nos Bairros contemplará cinco polos: Vila Santa Maria, Vila Bringel, Centro e AEDA, que encerra o evento. Em todos os dias que se seguirá as festividades, atrações musicais farão a alegria do povão com muito forró e sanfona. Confira alguns clicks da abertura do São João nos Bairros abaixo:

Festival de quadrilhas juninas abre inscrição em Araripina

Estão abertas as inscrições para o ‘1º Festival de Quadrilhas’ em Araripina, no Sertão de Pernambuco. Podem se inscrever para a competição, 25 grupos de dança juninos de todas as cidades do país. As apresentações dos conjuntos estão previstas para acontecer de 19 a 21 de junho.

Segundo o diretor de Cultura de Araripina, Gustavo Fontes, o período de inscrição segue até o dia 15 de junho ou até o preenchimento das vagas. “Para participar os interessados devem preencher a ficha de inscrição na Secretaria de Cultura e pagar a taxa. As quadrilhas devem ter, pelo menos, 16 pares. Não há número máximo de componentes”, explicou.

As três quadrilhas consideradas as melhores pelos jurados vão receber troféus, além de premiação em dinheiro no valor de R$ 5 mil, para o primeiro colocado, R$ 2 mil, para o segundo, e R$ 1 mil, para o terceiro. “Também acontecerá a premiação individual para os melhores noivo, noiva, rei, rainha e marcador. Cada destaque recebe troféu e R$ 250”, afirmou Fontes.

Os grupos interessados em saber mais sobre os detalhes da competição podem solicitar o regulamento pelo e-mail [email protected] O público poderá acompanhar gratuitamente as apresentações das 25 quadrilhas inscritas, além de uma representante de Araripina, na quadra poliesportiva da Autarquia Educacional do Araripe (AEDA), sempre a partir das 19h.

 

Fonte: G1.globo.com

A GRANDE DECEPÇÃO DE GONZAGÃO

Republico aqui o que pensa alguns poetas populares à respeito de homenagens a Luiz Gonzaga no ano de seu centenário. O texto em cordel é de autoria Luiz Wilson, um amigo parceiro, defensor do forró tradicional.

Gonzagão Se Gonzaga partiu triste
Mais triste seria a volta
Precisaria de escolta
Por reagir ao que existe.
Gonzaga, quando partiste
Eu me lembro bem direito
Ainda havia respeito
No “Norte”, com teu forró
Sendo hoje Michel Teló
Que agrada o “nosso prefeito”!
De um jeito que não tem jeito

Quem faz cultura é otário
Fala-se em seu centenário
Pelo tom interesseiro.
Excluiram o forrozeiro
Das viradas culturais
E os apelos imorais
Prostituiram a canção
Seu forró e seu baião
Quase não existem mais.

As FUNDAÇÕES CULTURAIS
Que promovem o SÃO JOÃO
Até parecem LEILÃO
Só contratam quem der mais
Só modismo satisfaz
E o Sucesso fabricado
Está mais que comprovado
Que aqui não vale talento
E quem têm conhecimento
Tá mais que ultrapassado.

O NORDESTE que é celeiro
De poetas Cantadores
Desvaloriza os valores
Dos talentos do terreiro
Prefeitos gastam o dinheiro
Sem quaisquer planejamentos
E com falhos orçamentos
Pagam fortuna em cachês
Pr’os artistas de TVs
Deixando o povo em tormentos.

Eu não critico os ARTISTAS
Pois todos merecem espaço
Mas confesso me embaraço…
Parecem bailes de pistas
Os que integram as listas
Da nossa programação
Das Festas de São João
das cidades do Nordeste
Tenho que ser inconteste
Pra mim é decepção.

VOCÊ que é Nordestino
Divulgador do SERTÃO
Da obra de GONZAGÃO
E do estilo genuíno
Que, rumou novo destino
Mas não saiu do Sertão
Deve ter indignação
Como eu, mas você erra
Se não cobra de sua terra
Em nome de GONZAGÃO.

Eu não vivo no SERTÃO
Mas critico o que é falho
“Cada macaco em seu Galho”
Assim manda a tradição
“CULTURA SEM CRIAÇÃO”
Isto é um desrespeito
Vem aí o Novo Pleito
É preciso refletir
E evitar insistir
No ERRO, SENHOR PREFEITO!

OBS. Quando refiro-me aos prefeitos, excluo aqueles de algumas cidades que alteraram suas programações em benefício da comunidade e dos artistas locais, os quais parabenizo!

Luiz Wilson é natural de Sertânia-PE.Cantor, poeta cordelista e apresentador do programa Pintando o Sete – Radio Imprensa FM 102,5 FM São Paulo-SP

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.

SÃO JOÃO DOS MEUS SONHOS
Literatura de Cordel
Por: Cacá Lopes

O São João dos meus sonhos
Tem que ter a tradição,
Das cantigas de Luiz
Gonzaga, Rei do Baião,
O do Trio Nordestino
Que era pura animação.

Músicas de Alceu Valença
E de Jackson do Pandeiro,
Elba, Jorge de Altinho
E de Alcymar Monteiro,
Flávios:Leandro e José
Dominguinhos, forrozeiro.

Não pode faltar a cultura
Dos Trios de Pé de Serra,
Uma fogueira em cada casa
Tradições da nossa Terra,
Muita fartura da roça
Saudade no peito emperra.

Milho verde e pamonha,
Canjica, batata assada,
Bolo e pé de muleque,
Nas noites “enluarada”
Bombinha, traque, chuvinha
E muita gente animada.

Pra amenizar um pouco a saudade,
Trechos de algumas músicas tradicionais
Dos Folguedos Juninos.

AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO
DAS NOITES DE SÃO JOÃO
DAS NOITES TÃO BRASILEIRAS
DAS FOGUEIRAS / SOB O LUAR DO SERTÃO…

TEM TANTA FOGUEIRA
TEM TANTO BALÃO
TANTA BRINCADEIRA
TODO MUNDO NO TERREIRO
FAZENDO ADVINHAÇÃO…

É NOITE DE SÃO JOÃO
VAI AMANHECER O DIA
É MADRUGADA
E NÃO VEIO QUEM TANTO EU QUERIA…

FAGULHAS, PONTAS DE AGULHAS
BRILHAM ESTRELAS DE SÃO JOÃO
BABADOS, XOTES E XAXADOS
SEGURA AS PONTAS, MEU CORAÇÃO…

CORAÇÃO BOBO, CORAÇÃO BOLA
CORAÇÃO BALÃO, CORAÇÃO SÃO JOÃO
A GENTE SE ILUDE
DIZENDO JÁ NÃO HÁ MAIS/ CORAÇÃO.