Operação da Compesa elimina 29 pontos de desvio de água no Sertão

Batizada de “Água Legal”, uma operação da Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA), identificou e desfez 29 ligações clandestinas de água no Sertão de Pernambuco.

A água que era levada da Adutora do Sertão, abastecia roçados e plantações de maconha. A intervenção aconteceu nos municípios de Cabrobó, Belém de São Francisco e Salgueiro com apoio da Secretaria de Defesa Social (SDS).

A operação foi iniciada na última segunda-feira (4), quando técnicos da COMPESA realizaram sobrevoos em Cabrobó, Belém de S. Francisco e no distrito de Conceição das Crioulas, em Salgueiro, identificando áreas suspeitas. As buscas por terra começaram na terça-feira (5), com o apoio da Polícia Militar.

Não houve prisões durante os cinco dias da operação, já que ninguém foi encontrado nas propriedades que cometiam a irregularidade. A companhia está em contato com a Promotoria Pública de Salgueiro na tentativa de encontrar medidas legais para responsabilizar os responsáveis pelo desvio. Ao todo foram identificadas 23 plantações, sendo 9 de maconha.

Segundo a COMPESA, a quantidade de água desviada seria suficiente para abastecer 30 mil pessoas, equivalente a mais da metade de Salgueiro. A adutora fornece água para 120 mil pessoas com uma vazão de 310 litros de água por segundo, capacidade que estava 22% comprometida por causa dos furtos.

Fonte: Informações Ivan Aquino

Imagens de Internet

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.