20130423-093524.jpg

O diretor presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Carlos Júnior, vistoriou nesta semana obras em andamento na região do Sertão pernambucano. Na rota foram fiscalizadas as seguintes obras: implantações e pavimentações das rodovias PE-635 (Dormentes-Lagoas), PE-418 (Serra Talhada-SantaRita), da via perimetral de acesso à Rancharia (Araripina) e da via perimetral de acesso à cidade e ao aeroporto de Araripina e as restaurações das PEs 320 (Serra Talhada-São José do Egito) e 390 (Serra Talhada-Floresta).

“Estas obras vão atender àqueles que vivem ao longo das rodovias, encurtando distâncias com agilidade e segurança, facilitando a comunicação, além de ajudar no desenvolvimento econômico da região. Visando em primeiro lugar a melhoria da qualidade de vida da população, enfatizou Carlos Júnior.

A implantação e pavimentação da PE-635 compreende o trecho que liga Dormentes ao distrito de Lagoas, com extensão de 45 km e investimento de R$ 20.812.623,98. Além do asfaltamento, inclui a construção de três pontes, uma grande barragem, chamada de “barragem da prensa”, e de 15 pequenos aterros barragens. A previsão de conclusão dos serviços é em julho.

Os aterros foram feitos a partir do km 8 da rodovia com objetivo de reter a água da chuva para consumo da população. Os principais beneficiados com a obra são os moradores dos povoados de Vila Nova, Lagoa de Fora e Lagoas. “Com essa obra nossas vidas vão melhorar em vários aspectos, porque vamos poder transportar nossa produção com rapidez e segurança. Além disso, a construção da barragem da prensa vai poderemos acumular água que servirá muito nos períodos de seca” falou, com entusiasmo, a criadora de caprinos do povoado de Vila Nova, Josefa Rodrigues.

A obra também facilita a integração entre os produtores que vivem nas divisas de Pernambuco, Piauí e Ceará, facilitando a comercialização de caprinos, hoje estimada em 5 mil por semana.

FINALIZAÇÃO – Estão em fase de finalização a restauração da PE-320, que vai de São José do Egito a Serra Talhada, e a restauração da PE-390, que liga Serra Talhada a Floresta.

Considerada a “espinha dorsal” das estradas sertanejas, a PE-320 tem 130km de extensão. No momento, está em conclusão a implantação da sinalização vertical e horizontal, além do sistema de drenagem no trecho entre as cidades de Carnaíba a São José do Egito. A obra recebeu investimentos de R$ 52,1 milhões e deverá ser inaugurada no próximo mês, facilitando o escoamento da produção agropecuária da região, a locomoção dos comerciantes que vendem seus produtos nas feiras livres das grandes cidades do Pajeú, além de ser rota bastante utilizada pelos que seguem com destino a Paraíba e ao Ceará.

A PE-390 é outra via de extrema importância para a população dos sertões do Pajeú, Itaparica e Moxotó. Está em fase de finalização a restauração dos 84 km de extensão, que recebeu investimento de R$ 18,3 milhões e tem previsão de ser concluída em junho próximo.

A implantação e pavimentação da PE-418, no trecho que liga Serra Talhada a Santa Rita, tem extensão de 24,7 km e investimento de R$ 30 milhões e está com 90% dos serviços já realizados. A rodovia é utilizada essencialmente para transporte de animais, transporte escolar rural, escoamento da produção agrícola, principalmente do feijão e milho, além de encurtar em cerca de 200 km a distância até a divisa com o Ceará, seguindo por Conceição do Piancó, na Paraíba. Essa rodovia será concluída no próximo mês.

A implantação da via perimetral de Araripina e do acesso ao aeroporto também está em ritmo acelerado. Com extensão de 8,5km, contará com ciclovia em todo trecho. A previsão de conclusão é junho.

Já a implantação da via perimetral de Rancharia, com 9km de extensão, está em fase de conclusão, faltando apenas serviços em 1,5 km do trecho.

Com informações do Pernambuco.com

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: