O Espetáculo da gripe suína

Por Karina Moraes*

Mais um fato dramático, pode-se dizer quase trágico, e a mídia mais uma vez aproveita para fazer da gripe suína um espetáculo midiático. São vários números, conclusões, argumentos e não se chega a uma simples questão: como se prevenir? As dúvidas ainda pairam no ar e milhões de pessoas no mundo acordam assustados com tanta informação, que no fim não informa nada e não diz nada a ninguém.

A imprensa brasileira segue o ritmo ditado pela mídia internacional, que já prevê possibilidades do vírus H1N1 causar uma pandemia, ou seja, doença que pode atingir todo o mundo. E em vez da imprensa divulgar fatos concretos, números corretos e sem tanto alarme, faz ao contrário: cria-se um “estardalhaço” deixando todos em pânico, quer dizer: postos de saúde lotados, estocagem (muitas vezes, desnecessária) de vacinas, e o que é pior, pessoas em todo o mundo loucas, mal informadas e achando que gripe comum já é a gripe suína ou a gripe A, como muito se anda dizendo por aí.

Daqui a pouco, pessoas aqui no Brasil estarão andando com máscaras cirúrgicas. E tudo isso é por culpa de jornais tendenciosos que estão preocupados em lucrar da desgraça dos outros, mais uma mania de muitos brasileiros. No entanto, não há motivo para tanto pânico. O que existe é razão para se preocupar, se informar e, assim, tomar os cuidados necessários para que essa gripe não se alastre aqui no Brasil.

No entanto, com toda essa crise, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), afirma que o Brasil está preparado para lidar com o vírus – e que apenas pessoas que viajaram para áreas afetadas, ou tiveram contato com quem viajou, devem procurar atendimentos médico especial caso desenvolvam sintomas da gripe. Na altura do campeonato não dá para acreditar mais em nada, mas como dizem os brasileiros a esperança é a última que morre.

Aqui cabem duas pequenas coisas a esclarecer: comer carne de porco ou seus derivados não transmitem esse tipo de gripe, pois esses vírus não sobrevivem a calor excessivo. Não é só a gripe suína que mata, qualquer tipo de gripe pode matar, isso depende do sistema imunológico de cada pessoa.

Acreditamos que as medidas necessárias estão sendo tomadas. Pelo menos é o que dizem por aí. Segundo contam, o mundo inteiro está unido para combater a gripe suína. Assim, o mais aconselhável é manter a calma e ler muito sobre o assunto, pois nesses casos de espetáculo midiático, um veículo de comunicação não é suficiente para obter todas as informações. É importante está atento e procurar confrontar informação. Por mais que eu seja jornalista e defensora da profissão não posso mascarar o que acontece nesse mundo de influências, onde hoje informação é dinheiro.

* Karina Moraes é jornalista e assessora de imprensa da ADIT Nordeste (www.aditnordeste.org.br)

Publicado por Karina Moraes

Jornalista, 22 anos.

Participe da discussão

2 comentários

  1. Quarta-feira no aeroporto de Fortaleza já havia pessoas de com máscaras, inclusive da polícia federal.

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: