Prefeitos do Araripe reúnem-se em busca de novas alternativas para o enfretamento da crise das prefeituras

 

 As lideranças do sertão do Araripe se reuniram dia 24 de março em um encontro regional, com a finalidade de buscar alternativas para o enfretamento da crise das prefeituras, após as medidas anunciadas pelo Governo Federal.  A redução do fundo de participações dos municípios, incluindo assim as dívidas das prefeituras com a união e outras pendências de ordem administrativas foram alguns dos assuntos discutidos durante a reunião.

 

Depois de muitas discussões, os prefeitos de Araripina, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena, Exu, Granito e Bodocó, chegaram a um consenso, buscando sempre soluções práticas e permanentes, de que é necessário eliminar esse grave problema que acontece na região há muito tempo. Pode-se perceber que mesmo em épocas de milagres econômicos a região já sentia na pele as crises de ordem financeira, política e, sobretudo, social.

 

Não conheço na íntegra, a pauta completa dos problemas que foram levantados pelos prefeitos presentes ao encontro. O que sabemos é que foram citadas questões como  a redução no Fundo de participação dos Municípios – FPM e um possível corte dos contratos com serviços terceirizados.

 

Acredito que as lideranças que compõem a região do sertão do Araripe são competentes e capazes de produzirem uma agenda, com um protocolo de fortes medidas voltadas para o desenvolvimento da região. Tais providências devem, acima de tudo, definir ações de impactos imediatos que minimizem sobremaneira, a penúria do sertanejo do Araripe Pernambucano.

 

Estou tomando a liberdade de mencionar alguns números que demonstram a grandeza e a importância que a região do Araripe Pernambucano representa no cenário político de Pernambuco.

 

Nos 10 (dez) municípios que compõem a região do Araripe existe uma população de 285.000 habitantes que disponibilizam 184.000 eleitores nas condições de votarem e ser votados. Esses números por si só, já servem para fortes reivindicações e negociações que representem ganhos econômicos, sociais e financeiros à região. Cabe às lideranças do sertão do Araripe demonstrarem suas forças através do exercício da política inteligente e objetiva. Exigindo das autoridades constituídas, maior assistência à região.

 

Do ponto de vista administrativo compete às lideranças a aplicação da eficiência da máquina administrativa na gestão dos municípios. Para isso, não conheço política administrativa melhor do que gerenciar com eficiência os recursos municipais.


Os tributos municipais, os impostos e as taxas dos serviços públicos são as receitas que os municípios têm para custear parte das despesas.  Por isso, devem ser administrados com muita competência e controle, a fim de que, toda receita tributária seja efetivamente ingressada nos cofres públicos. Uma política tributária eficiente, planejada e acompanhada, em muito contribuirá com a administração pública.


Adicionando a estas receitas, os valores corroídos do fundo de participação dos municípios, e as receitas da união, o município tem por obrigação estabelecer seu programa de desenvolvimento em consonância com as leis orgânicas dos municípios (LOM) e as leis de diretrizes orçamentárias (LDO).

 

As despesas do município devem ser realizadas de acordo com os valores orçados para o exercício,  a fim de que seja evitado o comprometimento do fluxo de caixa e, por conseguinte, comprometer alguma obra de relevância econômico-social.

 

A estrutura de pessoal deve ser enxuta e sem a existência de cargos desnecessários que possam caracterizar conotação política.  É providencial e de efeito prático a junção de atividades afins em grupos de estrutura simples. Estruturas administrativas complexas  levam a gastos elevados com pessoal; a conseqüência desta prática é bastante onerosa e sem resultado operacional relevante.

 

Posso assegurar que existem 02 (duas) importantes medidas que os prefeitos do Sertão do Araripe podem adotar:

 

a)       Administrar o município com determinação, racionalidade, obediência ao orçamento estabelecido e, dar cada vez mais, assistência à comunidade;

b)       Utilizar a representatividade política do Sertão do Araripe como um recurso capaz de fazer valer as suas reivindicações junto ao poder público constituído, exigindo dele, maior assistência às cidades que compõem o sertão do Araripe.

 

Nesse encontro histórico estiveram presentes: Ricardo Ramos (Ouricuri), Eliana Soares (Santa Cruz), Evaneide Melo (Santa Filomena), Léo Saraiva (Exu), Ronaldo Sampaio (Granito), Berivaldo Alves (Bodocó), Francisco Siqueira (Ipubí) e Lula Sampaio (Araripina).

 

 

Humberto Alves Bandeira

Goiânia -Goiás

Publicado por Humberto Alves Bandeira

Sou filho de Araripina, tenho 62 anos de idade, sou casado tenho 03 filhos também casados, tenho u netinho chamado Mateus. Sou um apaixonado por Araripina e o Sertão do Araripe. Tenho um enorme prazer em fazer parte da equipe do araripina.com.br. o site expoente da região.

Participe da discussão

3 comentários

  1. gostaria de saber pra quando ficou o concurso em todos os municipios(ouricuri,santa cruz, araripina) que tinham falo nas reportagens da radio arari fm.. pois nem sombra do edital, podem me emformar pra quando vai ser esse edital?

  2. Tá aí uma boa oportunidade pra prender tanto ladrão, vai de ladrão de cargas a estelionatério, tem pra todo gosto, tem até um certo molusco que é o cabeça da equipe.

  3. Talvez seja por isso que em Ouricuri, existem barragens quebradas que o prefeito nao conserta, que existe agua no povoado do lopes mas porque o prefeito nao construiu uma caixa d’agua para que o povo pudesse receber agua na torneira, talvez seja por isso que dessa mesma rede há encanamento quebrado e o prefeito nao vai atrás consertar, talvez seja por isso que as crianças neste mesmo povoado vão para a escola de pau de arara e não tem merenda e nem agua na escola, talvez seja por isso que o posto de saude passou o mes de julho fechado por que o prefeito quis inaugurar uma pintura, não tem ambulancia, e o que mais me questiono é como este prefeito consegue dinheiro para construir um casarão na cidade semelhante a mansões em são paulo?

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: