Notas falsas apreendidas em 3 cidades pernambucanas

Imagem de internet
A
Polícia Militar apreende mais de R$ 5 mil reais em notas falsas. Foram três
ações distintas realizadas nas cidades de Xexeu, na Zona da Mata sul, Bezerros
e Gravatá, no Agreste do Estado, na última sexta-feira (8). Na ocasião, quatro
pessoas foram presas.
Na cidade de Xexeu, a polícia prendeu um homem suspeito
de passar notas falsas no comércio local. Com ele foram encontrados mais de R$
1.200 em notas falsas. Durante o interrogatório, o suspeito informou que havia
encontrado um pacote contendo aproximadamente R$ 3 mil reais em notas falsas
perto de um banco da cidade. O homem teria ainda distribuído parte do dinheiro
entre amigos, como um “gesto de amizade”. José Sebastião da Silva, de 41 anos,
foi preso em flagrante.
Já em Bezerros, a polícia apreendeu R$ 2.900
falsificados. O dinheiro foi encontrado com Josinaldo Severino da Silva, 27.
Segundo o autuado, ele tinha acabado de chegar de São Paulo e encontrou o
dinheiro em uma lixeira, próximo ao terminal rodoviário da cidade de Bezerros.
O suspeito também foi preso.
Na noite de sexta, a polícia prendeu dois homens acusados
de tentar trocar uma nota falsa de R$ 100 na rodoviária de Gravatá. Manuel
Florêncio da Silva, 45, e Joseildo Justino dos Santos, 32, foram presos
portando R$800 em notas falsas.
Só neste ano, a Polícia Federal contabiliza um total de
R$ 7.482 em notas falsas apreendidas e 9 pessoas presas. A PF alerta que é
nessa época de compras de fim de ano que os falsificadores mais gostam de atuar
por causa do grande fluxo de pessoas para serem atendidas nas lojas.
Saiba como se proteger
1. NÃO TENHA PRESSA NO ATENDIMENTO: Geralmente essas notas são passadas em locais de grande
concentração de pessoas, feiras, lojas, supermercados, comércio ambulante, e
muitas vezes a pressa de quem está recebendo para dar o troco e atender um
maior número de clientes é um fator de risco no recebimento das notas. 
2. OBSERVE A TEXTURA DA NOTA: Outra cautela que pode ser tomada é reparar na textura do
papel das notas que estão sendo recebidas e procurar o relevo da tinta usada na
fabricação da cédula. Nas notas mais novas é possível identificar o relevo onde
está escrito Banco Central do Brasil, na parte superior esquerda da cédula.
3. VERIFIQUE A MARCA DÁGUA COLOCANDO A NOTA CONTRA A LUZ
4. PRESTE ATENÇÃO NO REGISTRO COINCIDENTE: Os falsários tem grande dificuldade em reproduzir o chamado
registro coincidente. Esse símbolo é desenhado dos dois lados e, visto contra a
luz, as figuras das duas faces coincidem. 
5. DESCONFIE DO FIO DE SEGURANÇA NÍTIDO DEMAIS
6. OBSERVE A IMPRESSÃO DA NOTAS: Nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são firmes
– as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costuma haver borramento das
cores.

7. NO CASO DE DÚVIDA, COMPARE A NOTA SUSPEITA COM UMA NOTA
VERDADEIRA:
 Tanto
quem passa ou repassa de boa-fé com a intenção de não ficar no prejuízo cometem
crime e podem ser presos.

Fonte: Ig

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: