Hoje (23), logo muito cedo, uma contratada da Prefeitura de Araripina, no Sertão de Pernambuco, nos contatou revoltosa sobre a situação que tem vivido quando contratada da prefeitura, através da secretaria de educação. Segundo a mesma, que preferiu manter-se no anonimato sobre o receio de represálias e hostilização no ambiente de trabalho, a mesma está a três meses sem receber seus referido vencimentos ao tempo em que o atual gestor comumente vai as rádios locais avisar que todos os contratados estão com seus vencimentos em dia.

É notório a revolta da mesma, uma vez que é mãe, tem filhos, casa e despesas diversas a arcar mas tem se encontrado freada a realizar qualquer uma dessas ações citadas pela mesma, revela em depoimento com exclusividade ao Araripina.com.br; o mais chocante é saber que não só ela, mas outros tantos estão na mesma situação e permanecem de braços cruzados. O medo de perder o ofício provavelmente é maior que a poupança forçada que a Prefeitura tem obrigado esses homens e mulheres a estarem realizando, com tamanho atraso de pagamento.

Fato que merece atenção e que deve ser reforçado é o porquê de os contratados começarem a trabalhar no mês de março e terem seus contratos assinados a partir de abril? Muito convenientemente, fazendo-os perder um mês inteiro de trabalho sem vencimento; isso mesmo, um mês trabalhando de graça para um órgão público! Oportunamente, estaremos contatando a senhora Secretária de Educação do Município de Araripina, onde a contratada que nos contatou é lotada, para maiores esclarecimentos.

Abaixo o áudio da mesma expondo sua situação e chamando a atenção do Prefeito, confira:

Publicado por Dyangellys Batista

Bibliotecário, Gamer, Geek e Baixinho!

Participe da discussão

1 comentário

  1. lamentável essa situação que encontra-se os funcionarismo municipal.
    é inadmissível que os gestores submeta os funcionário a situação como esta,
    três meses sem receber seus salários.
    por que tenho certeza que os seus vencimentos são pagos religiosamente em dia.

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: