Mini-submarino que encontrou Titanic fará parte das buscas dos destroços do voo AF 447

imagem1Por Karina Moraes, com informações do G1 e Reuters Aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) encontraram na madrugada desta quarta-feira (03) mais destroços do Voo AF 447. A confirmação de que os primeiros destroços do Airbus 330 foram encontrados foi dada ontem pelo ministro da defesa, Nelson Jobim. De acordo com a Força Aérea, os destroços encontrados foram peças brancas, fiação e mancha de óleo dispersos por cerca de 6 quilômetros. O local onde foram encontrados os primeiros destroços é umas das regiões mais hostis do oceano. A profundidade chega a 4 mil metros. Além disso, o fundo do mar ainda é cheio de montanhas, aonde as ondas chegam a dois metros de altura. Segundo os especialistas, a maior dificuldade será de encontrar a caixa preta do avião que pode está submersa a mais de 4 mil metros de profundidade. Para ajudar nas buscas da caixa preta, o mini-submarino francês Nautille, usado em operações de busca das carcaças do Titanic, deverá participar do resgate, já que pode mergulhar a profundidade de até 6 mil metros. O acidente O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy-Charkes de Gaulle em Paris, no dia 1º às 6h10 ( horário de Brasília). De acordo com nota divulgada pela FAB, o voo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Aérea Atlântico (Cindacta III). No voo AF 447 tinham 228 passageiros e 12 tripulantes, sendo 126 homens, 82 mulheres, sete crianças e um bebê. * Karina Moraes é jornalista e assessora de imprensa da ADIT Nordeste.

Publicado por Karina Moraes

Jornalista, 22 anos.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: