Em cidades do Sertão pernambucano não é raro encontrar pessoas que já tenham recebido uma mensagem de celular supostamente premiadas. No golpe, os criminosos informam ao usuário que ele ganhou uma promoção e oferecem prêmios de alto valor, como casas e carros.

As mensagens são enviadas de telefones com DDD’s (código de Discagem Direta a Distância) de outros estados e, no texto, alguns se passam por representantes de lojas, operadoras e até de emissoras de televisão. “A pessoa lê, fica toda empolgada achando que ganhou, na verdade é só mentira”, relata a pesquisadora Gilmara Pereira.

DSC07299_rastro101
Reprodução: Imagem da internet

No início do ano, o advogado Cleiton Gonçalves recebeu uma mensagem de texto desse tipo. O prêmio prometido era de uma casa e como ele sabia que era um golpe, chegou a responder à mensagem informando que aquela prática era um crime de estelionato. “Mandei uma mensagem de volta informando que aquela atitude poderia trazer sérias consequências na concessão de benefícios da progressão de regime”, conta o advogado.

Recentemente um dos produtores da TV Grande Rio recebeu uma mensagem de texto informando sobre um suposto prêmio. A produção entrou em contato com o número descrito na mensagem e a conversa foi registrada.

Na gravação, o criminoso inicialmente se identifica como supervisor geral do setor de eventos, mas, durante a conversa, ele admite que muitas pessoas ainda costumam acreditar no golpe. “Ainda tem uns ‘bestinhas’ ainda, ‘tá’ entendendo? É difícil, mas tem”, descreve o criminoso afirmando ainda que fatura cerca de R$ 5 mil por semana com o golpe.

Segundo o delegado da Polícia Civil, Magno Neves, além do golpe da mensagem premiada, existem outros que estão sendo passados por telefones celulares. “Existe o golpe da passagem aérea, prometendo passagens com preços mais baratos e também o golpe da casa premiada. A pessoa manda a mensagem e pede que o ganhador faça depósitos para poder garantir a casa”, afirma o delegado recomendando ainda que as vítimas deste tipo de golpe devem prestar queixas na delegacia.

Fonte: G1.globo.com

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: