A prevenção é feita com o uso do protetor solar, chapéu e blusas de manga.
Os mais comuns tipos de câncer de pele são o melanoma e os carcinomas.

Com a chegada do verão e as altas temperaturas registradas no Sertão pernambucano é preciso redobrar as atenções para os cuidados com a pele, tudo por causa da exposição aos raios ultravioletas. Segundo o médico oncologista, Alan de Sousa Ribeiro, a exposição solar ainda continua sendo uma das grandes causas para o aparecimento do câncer de pele, uma das manifestações mais comuns da doença.

Todos os tipos de câncer na pele têm influência do sol. O que costuma acometer mais a população é o ‘melanoma’, um câncer que tem como característica o aparecimento de sinais com coloração escura. De acordo com Alan de Sousa, este costuma ser o mais agressivo e que pode se espalhar com mais frequência para os outros órgãos. Já os carcinomas ‘epidermóide’ e o de ‘basocelular’ costumam aparecer como lesões endurecidas na pele, avermelhadas e ressecadas.

O tratamento para os tipos de câncer ‘epidermóide’ e de ‘basocelular’ é essencialmente cirúrgico. É realizada com uma anestesia local que permite uma recuperação rápida para os pacientes.

O médico oncologista ressalta ainda para a importância do acompanhamento após a cirurgia da retirada do câncer, pelo fato da doença poder reaparecer. “Esses pacientes precisam ficar em alerta, porque toda pele também sofreu as mesmas exposições solares que o local afetado, por isso ele está predisposto a ter novamente”, explica Alan de Sousa.

No caso do melanoma, o tratamento que dura em média seis meses é quimioterápico.  Um soro é aplicado na veia, visando o controle da doença. Em Petrolina, no Sertão pernambucano, a quimioterapia é feita gratuitamente no Centro de Oncologia Dr. Mucine que fica localizado na Associação de Amparo Materno Infantil (Apami),  na Rua da Luz, Gercino Coelho. Para se tratar no local é necessário apresentar a biópsia confirmando a doença.

Cancer-de-pele

 Prevenção

Os moradores do Sertão pernambucano estão submetidos a uma exposição solar intensa durante todo o ano, por isso é necessário cuidados com a pele.  O oncologista Alan de Sousa dá dicas para os que pretendem se refrescar nas águas do Velho Chico e piscinas da região, o indicado é frequentar esses locais antes das 9h e após às 17h, evitando assim os horários de sol mais quente.

O alerta também vai para o uso do protetor solar com filtro sempre compatível com a cor da pele. Além disso, o médico afirma que é preciso tomar outras medidas, como o uso de chapéu, camisa de manga longa e sapato fechado.

O oncologista explica ainda que não são só as pessoas de pele clara que devem se proteger. “Existe uma ideia que pessoas que tem uma cor de pele mais escura não precisam de proteção e nem podem desenvolver o câncer de pele, e isso não é verdade”.

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: