MATADOURO PÚBLICO DE ARARIPINA RECEBERÁ INVESTIMENTOS DE 530 MIL REAIS

ale1
Em pleno feriado de Corpus Christi (30) o prefeito Alexandre Arraes recebeu a visita do representante da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco – ADAGRO, Gutemberg Maciel para vistoriar o matadouro público de Araripina.
Na semana passada o Ministério Público de Pernambuco solicitou a interdição do local e pediu providências por parte do poder público. O prefeito Alexandre Arraes que há tempos também acompanhava de perto a situação do matadouro agiu rapidamente e sensível aos problemas trouxe Gutemberg Maciel para uma vistoria no local de maneira a indicar o que será necessário fazer para adequá-lo às normas e exigências vigentes.
Estão sendo investidos cerca de 530 mil reais de recursos municipais na compra de equipamentos e também nas reformas civis de maneira a automatizar todo o processo evitando assim contato humano com os animais que são abatidos. Também ficou decido que o abate de caprinos, ovinos e suínos será feito separadamente ao de bovinos além da montagem de um projeto para a destinação correta dos resíduos produzidos pelo abate.
ale
De acordo com o prefeito Alexandre Arraes as condições do matadouro serão melhoradas para adequar às normas vigentes. Ele destacou a preocupação em agir rapidamente na reforma e na compra dos equipamentos. “O MPPE fez sua parte e a Prefeitura de Araripina já tinha um plano de ação montado para o matadouro. Então não medimos esforços e junto com a ADAGRO e as Secretarias Municipais e Estaduais de Agricultura vamos cumprir aquilo que foi solicitado pelo Ministério Público”, afirmou.
A vistoria foi acompanhada pelo Secretario de Agricultura Brenno Ramos, pelo Assessor Especial do Governo do Estado Ricardo Arraes, além do ex-vereador Severino Lacerda. (Ascom PMA/Fotos: Fabiano Alencar)

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.