As medidas tomadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) através do Plano Geral de Metas de Competição começam a dar resultado. A partir de março, o custo de ligações de telefones fixos para celulares ficará, em média, 13% mais baixo.

De acordo com as informações da agência divulgadas ontem, um usuário que tem uma média mensal de R$ 55 de gastos com esse tipo de chamada passará a pagar cerca de R$ 49 a partir de março. Isso porque o preço médio das ligações locais de fixo para celular passará de R$ 0,45 para R$ 0,39 por minuto. Se for interurbano, a redução será de R$ 0,93 para R$ 0,80, quando o DDD começar com o mesmo dígito (Recife, 81, e Petrolina, 87, por exemplo); e de R$ 1,05 para R$ 0,92 nos demais casos.

A redução é reflexo das novas regras que a Anatel impôs às operadoras no Plano Geral de Metas de Competição, de 2012, que visa aumentar a competição no mercado, fomentando o uso racional das estruturas já instaladas. Como o plano vai continuar sendo executado, está prevista nova redução no próximo ano, cujo tamanho vai depender da análise do mercado este ano.

Os valores chamam a atenção do consumidor na hora de escolher de onde vai fazer a ligação para celulares. De acordo com a Anatel, nas ligações locais, o preço médio do minuto cobrado pelas telefônicas é de R$ 0,05 para chamadas feitas a partir de celulares para linhas da mesma operadora; e de R$ 0,79 entre empresas diferentes – considerando as franquias dos planos ofertados. Um consulta rápida feita pelo JC nos sites das prestadoras do serviço mostra que, quando o usuário excede a franquia, o custo para ligar para números de outras operadoras pode ir de R$ 0,99 a R$ 1,78. Desta forma, pode ser mais vantajoso ligar de um fixo para outra operadora, em vez de usar o celular. Porém, essa escolha pode ficar difícil se o cliente não tiver controle sobre o quanto paga dentro de seu plano e do quanto consome em minutos.

telefone_fixo
http://www.exatasnews.com.br/wp-content/uploads/2014/02/telefone_fixo.jpg

QUALIDADE – A Anatel também divulgou ontem o resultado do 5º Ciclo de Acompanhamento dos Planos de Melhorias da Telefonia Móvel, com resultados de janeiro a outubro de 2013. Dentro do serviço prestado em Pernambuco, na conexão de voz, destacou-se a Claro, com os maiores índices de chamadas completadas em sete dos 10 meses considerados, enquanto a Vivo teve os índices mais baixos, também em sete medições.

Na quantidade de ligações interrompidas (quedas), a Oi teve os melhores resultados em nove meses; e a Tim teve as taxas mais altas. Entretanto, nos dois quesitos, todas ficaram com percentuais dentro dos usados pela Anatel como referência: acima de 95% nas completadas e menor que 2% nas quedas.

Em nota, tanto a Vivo quanto a Tim ressaltam que cumpriram as metas e que mantêm investimentos na melhoria do serviço.

Fonte: Jconline.com.br (editado)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.