A ‘Semana Nacional da Pessoa com Deficiência’, que é realizada entre os dias 21 e 28 de agosto em todo o Brasil, tem programação também em Petrolina, no Sertão pernambucano. Estão previstas ações abertas ao público como palestras, apresentações culturais e outras atividades que debatem as possibilidades de inclusão.

Para a secretária executiva de Acessibilidade de Petrolina, Rosemary Andrade, apesar da progressão na área da pessoa com deficiência, ainda é preciso melhorar em alguns aspectos na cidade e o evento é uma forma de debater esses temas. “A cidade ainda precisa ser preparada para receber melhor a pessoa com deficiência e os idosos. O município avançou na qualificação profissional, pois é cidade que mais emprega pessoas com deficiência em Pernambuco, mas ainda há muito o que fazer. A mobilidade urbana e a saúde, são, por exemplo, áreas que precisam de mais atenção, por exemplo”, explicou.

A programação da ‘Semana’ começa na quinta-feira (21), às 8h, com a exposição ‘Ser Diferente é Normal’. Na mostra, serão exibidos livros, quadros, artigos de artesanato e outros objetos produzidos por pessoas com deficiência. A partir das 10h, será ministrada uma palestra sobre higiene corporal e bucal. As atividades acontecem no Centro de Esportes e Lazer da cidade.

Na sexta-feira (22), será promovido um amistoso com o futebol de cinco compostos por 14 atletas deficientes visuais. As partidas acontecem em uma escola do bairro José e Maria, Zona Leste da cidade, a partir das 15h.

A programação segue na segunda-feira (25) com a mesa redonda com o tema ‘Profissionalização e Inserção da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho’ no Senai, das 8h às 11h. Já na terça-feira (26), será realizada uma palestra sobre sexualidade de pessoas com deficiência e doenças sexualmente transmissíveis no Sest Senat, a partir das 8h.

___figuras_49_discussao
Semana do Portador de Necessidades Especiais acontece de 21 a 28 de Agosto

Segundo a secretária de acessibilidade, a sexualidade de pessoas com deficiência é pouco discutido e por isso têm muita curiosidade sobre o assunto. “Em todos os lugares que realizamos palestras, a maior curiosidade que o público tem, principalmente os jovens, é sobre a sexualidade. Eles pensam que a deficiência torna as pessoas assexuadas, o que não é verdade. Essa palestra surgiu da necessidade de esclarecer que este público têm uma sexualidade normal”, explicou Rosemary.

No penúltimo dia do evento, a quarta-feira (27), serão realizadas as ‘Olimpíadas Sentir na Pele’, uma dinâmica de grupo que coloca pessoas sem deficiência para ficar por um tempo sem um dos sentidos. “Os interessados em participar vão ficar vendados, impossibilitados de ouvir ou em uma cadeira de rodas e tentar realizar atividades do cotidiano. O objetivo é experimentar como é viver sem um dos sentidos”, explicou Andrade. A ação acontece no Centro de Reabilitação Visual, das 15h às 18h.

A semana termina no dia 28 com palestras, mesas redondas, apresentações culturais e oficinas na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) das 8h às 21h.

Fonte: G1.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.