O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde. Com os novos dados registrados até o dia 21 de novembro, foram notificados no país, 739 casos suspeitos de microcefalia, sendo 487 em Pernambuco. No Sertão do Estado foram registrados 44 ocorrências em 12 municípios.

De acordo com o Ministério da Saúde, como Pernambuco foi o primeiro a identificar o aumento da doença, uma equipe do MS está fazendo o acompanhamento desde o dia 22 de outubro. Entre as cidades que registraram casos no Sertão de PE estão: Petrolina (3), Salgueiro (2), Santa Maria da Boa Vista (3), Araripina (2), Bodocó (4), Exu (3), Ipubi (3), Moreilândia (5), Ouricuri (13), Parnamirim (2), Santa Cruz (1) e Trindade (4).

Com apoio do Ministério da Saúde, da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), foi iniciada uma investigação epidemiológica de campo para identificar as possíveis causas para a ocorrência de microcefalia no Estado. Os prontuários e registros de atendimento médico da gestante e do recém-nascido estão sendo usados como dados.

Além disso, a orientação é para que as gestantes continuem fazendo o acompanhamento nas consultas de pré-natal, realizando todos os exames recomendados pelo médico. Adotar medidas que possam reduzir a presença do mosquito transmissor da doença, Aedes aegypti também são indicadas.

Já para as mulheres que planejam engravidar a recomendação é de que façam antes um planejamento, conversando com a equipe de saúde para analisar todos os riscos de uma possível gravidez no momento.

Publicado por Dyangellys Batista

Bibliotecário, Gamer, Geek e Baixinho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.