Estudantes vão à rádio reclamar de falta de transporte escolar

Imagem de internet

Alunos de uma escola pública de Araripina, foram ao Programa Tribuna Livre da Rádio Grande Serra, reclamar da falta de transporte escolar, que a quase um mês estão paralisados por falta de pagamento. Os proprietários dos transportes reclamam que a mais de três meses a Prefeitura Municipal não repassa o pagamento e decidiram fazer a paralisação dos mesmos. Esta mesma paralisação só terá uma trégua assim que for quitado o débito. O que fica mais marcado é que este dinheiro é de repasse do Governo Federal e juntamente com o dinheiro da Secretaria de Saúde vem direto para este único fim e como pode um débito destes.

É fato que o MP-PE está sabendo do ocorrido, mas até agora não tomou nenhuma providência para que os estudantes voltem às aulas, pois estamos em fim de ano letivo e até o momento

Verificando o site do Governo Federal constatamos que já foi repassado mais de R$ 431.000,00 (quatrocentos e trinta e um mil reais) para a Prefeitura pelo PNATE (Programa Nacional de Transporte Escolar) e onde foi parar esse dinheiro? Por mês ocorrem três repasses para cada Município, mas o dinheiro que é repassado para Araripina está desaparecendo misteriosamente.

No total o município de Araripina já recebeu do Governo Federal a razoável quantia de

Portal da Transparência

Os estudantes prometem se não houver solução até a próxima quarta-feira 06, uma grande manifestação que se dará início na Escola Padre Luiz Gonzaga a partir das 08:00 horas da manhã da referida escola.

Em entrevista à Rádio, os estudantes do EPLG, convocaram os demais grêmios estudantis para fazerem valer o direito à educação, pois esse episódio é mais uma triste realidade em que vive a cidade, pois se já não bastasse o transporte escolar, há indícios de que outras dívidas estão por vir.

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.