Depois de ser formalizada como candidata à Presidência da República pela coligação Unidos Pelo Brasil, Marina Silva (PSB) fez neste sábado (23) o primeiro ato da campanha em Pernambuco. A escolha foi uma maneira de homenagear a memória do ex-companheiro de chapa Eduardo Campos (PSB). Ladeada pelos candidatos da Frente Popular, pelo vice Beto Albuquerque e pela ex-primeira-dama Renata Campos, Marina evocou o legado deixado por Eduardo ao longo de todo o discurso.

O evento foi o segundo do dia. Durante a manhã, Marina e Paulo Câmara, candidato ao governo do Estado, participaram de uma caminhada em Casa Amarela, na Zona Norte do Recife.

O encontro deste sábado, no entanto, ao contrário do último realizado no Clube Português, em junho, ainda com a presença de Eduardo, estava mais esvaziado. Apesar da convocação geral, feita para todos os membros do partido no Estado, o clube tinha centenas de pessoas, mas não estava lotado.

Para animar a militância, Marina fez do discurso uma espécie de convocatória. Na fala, ela  pediu empenho para combater as mentiras.

marcela2-580x398
Marina discursa para militância. Foto: Guga Matos/JC Imagem

“Comecem a fazer doação para nossa campanha…Doações de tempo para fazer a campanha de Paulo, doação de tempo para fazer a campanha do Fernando. Para responder as mentiras das redes sociais”, pediu Marina Silva, em seu discurso. As mentiras, porém, não foram detalhadas pela candidata. Ao fim do ato, quando questionada sobre quais seriam as mentiras, Marina respondeu apenas que “elas virão”.

Renata Campos acompanhou ao lado de Marina todo o ato político, mas desta vez não discursou ou falou com a imprensa. A ex-primeira-dama seguia atentamente a fala da nova candidata, ladeada pelos três filhos mais velhos.

ARCO E FLECHA – Marina também citou a poesia com a qual Eduardo Campos a recebeu no PSB, em outubro de 2013. Os versos falam sobre a importância do trabalho em conjunto e do papel da militância. A metáfora utilizada é do arco e flecha.

Segundo Marina, os candidatos do PSB serão flechas a serem empurradas pelo “grande arco de brasileiros e pernambucanos”. “Em outro momento seremos a flecha que acerta o arco da justiça, do respeito, da inovação da política para o Brasil ver que queremos unir o Brasil”, relembrou a candidata.

Fonte: Ne10.uol.com.br

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: