Dicas para reduzir gastos com celular Pós Pago!

Na comparação do preço por minuto da ligação, os planos pós-pagos normalmente são mais vantajosos do que os pré-pagos. O problema é quando se ultrapassa a franquia: a conta pode subir a valores bem altos, e o que era um benefício se transforma em uma bela desvantagem. Muita gente ainda tem surpresas no fim do mês por causa disso.

“Antes de mais nada, é preciso verificar se o plano de minutos é adequado ao perfil de uso e quais são os serviços mais utilizados”, aconselha Marta Aur, técnica do Procon.

O raciocínio é simples: se o valor da conta “estoura” todos os meses, algo está errado. Pode parecer óbvio, mas muita gente não pensa assim.

“Há quem não conheça o próprio plano e nem sabe o seu perfil de consumo”, explica Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Pro Teste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor. “Muitas vezes, a pessoa até muda de operadora, mas continua com o mesmo problema”.

Se você paga por 50 minutos mas usa 80 mensalmente, por exemplo, é interessante migrar para um outro plano (mais caro, mas que tende a ser vantajoso na comparação com o valor que se pagaria pelo saldo extra) ou, claro, reduzir as ligações.

Recorrer às mensagens de texto (SMS) em vez das chamadas por voz também ajuda a economizar. Elas custam em média R$ 0,30, e muitas operadoras oferecem pacotes. Nesses casos, o custo tende a cair ainda mais.

“O serviço de telefonia no Brasil é caro. Deve-se usá-lo só em casos de emergência”, aconselha a técnica.

Outra recomendação é verificar, na conta, os números mais discados. “Se muitos dos amigos e parentes forem de uma mesma operadora, vale a pena fazer a troca”, diz Marta.

Com a portabilidade numérica, desde março já é possível manter o número do telefone móvel na migração para outra fornecedora.

Na hora de fazer chamadas de longa distância, também vale ficar atento às opções. Há parcerias entre as operadoras fixas e móveis, o que faz com que o uso de determinado código resulte em conversas mais baratas.

Em relação às promoções do tipo tarifação zero para um número favorito ou preço reduzido durante os fins de semana, é preciso ter cautela. Embora elas possam trazer grandes economias, deve-se guardar os materiais de divulgação, anotar os números de protocolo do atendimento e, claro, ficar atento ao término do prazo para não continuar gastando mais do que o desejado, ensina a coordenadora da Pro Teste. Isso, claro, além de conferir os termos ou o contrato da promoção.

Se mesmo assim a conta continuar mais cara do que o esperado, vale a pena entrar em contato com a operadora. Como os clientes pós-pagos são muito valorizados, elas podem propor ofertas especiais que diminuem a perda de clientes para a concorrência.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: