DESINDUSTRIALIZAÇÃO NO SETOR TÊXTIL E CONCORRÊNCIA DOS CHINESES CAUSA FECHAMENTO TEMPORÁRIO NA ARTESA


A indústria têxtil brasileira vive sua maior crise e, se nada for feito pelo governo no sentido de reavivá-la, 2,5 milhões de empregos correm o risco de evaporar em questão de poucos anos.

O alerta é de Ivo Rosset, proprietário do Grupo Rosset, que detém 65% do mercado de produção de tecidos no país e também as marcas Valisère e Cia. Marítima.


Em Araripina essa realidade começa a afetar os empregados da mais tradicional indústria local, a ARTESA fechou temporariamente suas portas e demitiu inúmeros pais e mães de famílias araripinenses.

O elo fraco da cadeia que alimenta essa indústria, está no setor das confecções (corte e costura dos tecidos para a produção de roupas), que têm sofrido com a concorrência das mercadorias chinesas, mais baratas e nem por isso com qualidade inferior.

“Nada foi feito nos últimos 20 anos. O país está caminhando para a desindustrialização e o governo não está agindo”, afirma o empresário Ivo Rosset.


Do blog: casadeabelha2010.blogspot.com

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: