Cursos profissionalizantes em Araripina somam 700 vagas em 2013

Softagon Sistemas em Araripina

Iniciar a carreira profissional é o principal desafio dos jovens, principalmente quando as empresas exigem experiências anteriores no mercado de trabalho. Esta dificuldade faz com que diversas empresas percam a oportunidade de contratar jovens profissionais e moldá-los nas políticas e práticas específicas daquela organização.

Outra barreira imposta aos que desejam começar a carreira profissional é a necessidade da qualificação seja a acadêmica ou profissionalizante. Atualmente a conclusão do Ensino Médio não garante aos jovens a entrada no mercado de trabalho. É preciso ir além da formação média. As chances de empregabilidade aumentam consideravelmente caso o aluno oriundo do ensino médio inicie sua graduação ou então opte por cursos profissionalizantes, ambos darão suporte educacional, teórico e prático para aprender uma nova profissão.

Em Araripina organismos que compõem o Sistema S começarão a ministrar diversos cursos profissionalizantes a partir de março. Juntos, SENAC, SENAI e SEST/SENAT disponibilizaram mais de 700 vagas em cursos que ensinarão uma nova profissão aos alunos que se inscreveram. Os cursos são nas mais variadas modalidades: recepcionista, auxiliar administrativo, marketing e vendas, agente de combate a endemias, instalador predial, padeiro/confeiteiro, operador de retroescavadeira, apicultor, bombeiro civil, operador de caixa, cabeleireiro, entre outros.

Ao final do curso os alunos receberão certificado de conclusão que servirá como importante ferramenta de comprovação para ingresso no mercado de trabalho. As aulas são ministradas por professores especialistas nas disciplinas e tem foco nas teorias e também com aulas práticas dentro de cada segmento escolhido pelo aluno. Alguns cursos inclusive remuneram os alunos com uma ajuda de custo para transporte e alimentação durante o período do curso.

A expansão dos cursos profissionalizantes em Araripina faz parte de um ousado projeto da Secretaria Estadual de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo – STQE que oferecerá em todo o Estado aproximadamente 14 mil vagas em 2013. Cabe ao município, como contrapartida, a cedência das salas de aula e auxílio nas inscrições dos alunos que preferencialmente devem ser beneficiários dos programas sociais do Governo Federal ou que estejam em estado de vulnerabilidade social.

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: