O Superintendente da Codevasf em Pernambuco, João Bosco Lacerda de Alencar, recebeu na última sexta-feira (14), na sede do órgão em Petrolina, integrantes da Comissão Pró-Construção do Canal do Sertão para o Araripe. Este foi o primeiro encontro com o grupo após sua posse. A Comissão é formada por lideranças dos municípios da região como associações, entidades de classe, vereadores e profissionais dos mais diversos segmentos.

No encontro, João Bosco anunciou que durante uma reunião entre ele o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, em Brasília, foi decidida a inclusão de mais 100 Km ao projeto do Canal do Sertão Pernambucano, a partir do município de Santa Cruz, beneficiando a cidade de Ouricuri que tinha deixado de ser contemplada após as modificações do projeto anunciadas em outubro do ano passado. Os 100 Km a mais possibilitarão irrigar mais 10 mil hectares do Canal do Sertão.

O superintendente João Bosco Lacerda ressaltou que a instituição está aberta ao diálogo com as lideranças dos municípios para discutir as propostas e as modificações possíveis ao projeto. “Vamos estender mais 100 km de canal e irrigar em torno de 10 mil hectares numa região de terras férteis e, através desse esforço de todas as lideranças do Araripe, acredito que o projeto avance”, comentou.

DSC_0189
Foto: Tribunacariri.com.br

Conforme o superintendente da Codevasf em Pernambuco, o governo tem todo interesse nessa obra e trabalha para que ela seja concretizada. João Bosco frisou que pautará sua atuação à frente da instituição, sempre ouvindo as pessoas.

“Como prefeito trabalhei assim e acho que ouvindo o povo a gente trabalha com êxito. A Codevasf é um braço do Governo Federal e queremos que esse trabalho seja extensivo aos 69 municípios de sua área de atuação, porque por incrível que pareça ainda tem município que não conta com uma ação da instituição em 40 anos de existência. Queremos mudar isso”, assinalou João Bosco.

O presidente da Comissão Pro-Canal do Sertão para o Araripe, Antônio Fernando Aquino, avaliou a reunião como bastante proveitosa. Ele destacou a disposição da Codevasf em ampliar em mais 100 Km o projeto do Canal do Sertão para a região.

“Em relação ao projeto original ainda é pouco, mas já é um avanço dentro das possibilidades do projeto para o Sertão do Araripe”, frisou o presidente.

O superintende João Bosco Lacerda anunciou também no encontro que em breve a região do Araripe contará com um escritório do órgão que terá sede em Ouricuri.

“Estamos inaugurando nos próximos dias, esse escritório da Codevasf para facilitar o contato com os municípios da região. Tentaremos trazer o presidente Elmo Vaz para a inauguração e realizarmos a primeira reunião ampliada da Comissão com a Codevasf e assim discutir novas demandas do projeto do Canal do Sertão para a região do Araripe”, concluiu.

Além do superintendente, a Codevasf foi representada na reunião pelo chefe da Gerência Regional de Desenvolvimento (3ª GRD), Ricardo Lisboa. A Comissão Pró-Canal do Sertão para o Araripe foi criada no final do ano passado por lideranças políticas e comunitárias da região que não aprovaram a retirada de municípios da área do traçado original do Canal do Sertão. Desde então, o grupo vem mantendo reuniões e conversas com a Codevasf para rever as mudanças.

Múltiplos usos 

O projeto Canal Sertão Pernambucano tem como principal objetivo promover o desenvolvimento econômico, social e ambiental do extremo oeste de Pernambuco. O projeto visa à captação de aproximadamente 71,4m³/s de água no reservatório de Sobradinho.

O volume captado de água está destinado a múltiplos usos, entre os quais, abastecimento humano (urbano e rural), agricultura irrigada, agroindústria, dessedentação animal (para o rebanho matar a sede), pecuária assistida (bovinocultura e caprinocultura), mineração e aqüicultura.

Fonte: Ascom

Participe da discussão

2 comentários

  1. Em alguns meses fui trabalhar na região do Araripe e sentir de perto o que
    é viver e sobreviver com falta dàgua , pra quem nunca passou por isso talvez –
    não saiba o valor que uma ação desta signifique mas pra me isto não tem preço
    o importante é que a população da região seja beneficiada com esta obra e que
    não seja só programa eleitoreiro. Moro na região metropolitana onde a falta-
    dàgua é constante mas não a ponto de paralisar alguma coisa. Fico satisfeito-
    em saber que alguma coisa esta sendo feita em beneficio desde povo, da nos
    sa gente.

  2. Só informando que a foto e a fonte contida nessa matéria é do BLOG do Emanoel Cordeiro (exclusiva) e não da Tribuna Cariri. Pois só o blog do emanoel cordeiro em noticias esteve na reunião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.