No fim de tarde da última terça-feira (14), após a detonação de uma bancada, um enorme buraco foi visto. Após entrar na cratera, percebeu-se que não se tratava de uma simples abertura e sim da entrada de um túnel no meio de uma bancada de Gipsita de alta qualidade, onde se via o começo e não enxergava o fim.

caverna de gipsitaApós o túnel ser descoberto, no fim do dia, fiquei receoso de entrar, mesmo contando com especialistas em solo comigo. Só adentrei cerca de vinte metros, já totalmente no escuro, iluminado apenas com a lanterna. À escuridão total, passagens excessivamente baixas, fendas estreitas e o medo de não saber o que vem pela frente, assusta demais.
No dia seguinte, após um morador local, Seu Bibiu, voltar com dois litros de água e contando que o fim se dá em um grande lago, decidimos explorar a caverna e conferir até o relato do morador.
Algumas medidas de segurança foram tomadas, pois precisávamos nos certificar de que a rocha que passaríamos estava firme ao longo do túnel; concluída a verificação, seguimos. Deslumbrados com a beleza do teto e paredes ricas em detalhes, uma beleza singular do mais puro tipo de gipsita que parecia ter sido cuidadosamente desenhada à mão, percorremos os 81 metros do túnel que se dá a aproximadamente 51 metros abaixo do chão.
Filmei somente à volta, pois na ida estava prestando atenção ao máximo no caminho por onde passava, sem contar também pelo fato que não ser nada fácil caminhar, iluminar e gravar o caminho ao mesmo tempo. O vídeo começa logo que deixamos a lagoa e termina já do lado de fora do túnel. A experiência de ver a luz no fim do túnel é realmente reconfortante.
A adrenalina toma de conta durante todo o caminho. Foi uma experiência sensacional conferir essa obra da natureza, poder registrar esse momento e principalmente, sair vivo dessa.

Obrigado, Pedro Henrique Muniz Falcao, por compartilhar essa incrível descoberta conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.