‘Cale a boca!’, vociferou Aurismar Pinho

Em noite cheia de falas e farpas trocadas, a Casa Joaquim Pereira Lima, no município de Araripina, no sertão de Pernambuco, não teve espaço para calmaria e os ânimos se mantiveram aquecidos por toda a sessão. Durante sua fala, o vereador Aurismar Pinho, elogiou os festejos do distrito de Nascente pontuando falhas por um suposto vazamento da programação festiva que aconteceria juntamente as festividades religiosas naquele distrito.

O mesmo nomeou, todas as bandas que se apresentaram nas festividades relacionando o nome da atração ao valor pago a mesma; sempre salientando que havia um suposto alego de que a crise estava dificultando as articulações da Prefeitura Municipal de Araripina, no quesito financeiro. Ele questiona a real existência da crise no município, uma vez que em cinco atrações populares – uma vez que em sua maioria são desconhecidas – um total de quase 200 mil reais pago!

Ainda segundo o vereador Aurismar Pinho, o transporte escolar não foi pago por falta de desinteresse da administração da Prefeitura. “Tá em crise essa prefeitura?”, conclui o Vereador Aurismar Pinho.

https://www.youtube.com/watch?v=rJZDcDfp9CY

Programação Oficial do São João de Araripina 2015

 

 

23/06

Zezo Potiguar
Ranieri

Forró MP4
Pegada Federal
Forró de Nós

24/06

Gustavo Lima
Dorgival Dantas
Flavio Leandro
Skema 3
Lance Love

25/06

Gabriel Diniz
Malla 100 Alça
Mano Valter

Welson Araújo

26/06

Wesley Safadão e Garota Safada
Fabíola Paiva
Forró Esticado
Jobson Pontes

27/06

Iohannes e Forró do Imperador
Moleca 100 vergonha
100 Stress
Van Sova

 

Professores da rede estadual de Pernambuco decidem finalizar greve

Os professores da rede estadual de ensino de Pernambuco decidiram finalizar a greve deflagrada no dia 29 de maio. A decisão foi tomada em assembleia da categoria realizada no Teatro Boa Vista, no bairro da Boa Vista, área Central do Recife. Em votação, a maioria absoluta escolheu pelo fim da greve e as aulas já voltam ao normal nesta terça-feira (9).
A categoria aprovou a assinatura de acordo negociado com o Governo de Pernambuco. Na proposta, foi estabelecido um reajuste de 7,1%, pago em 3 parcelas. Sendo 2% em junho, 2% em agosto. A última parcela deve ser quitada em outubro. A categoria pedia inicialmente um aumento de 13,01%.

Além disso, foi estabelecido um aumento no valor do vale-refeição para os profissionais que trabalham 200 horas-aulas. O vale passa dos atuais R$ 7 e será de R$ 11,20 a partir do mês de agosto.

Sobre a multa aplicada ao sindicato pelos dias de paralisação, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) informa que deve acontecer uma reunião com representante do Governo para que ela seja negociada. O valor da multa está em cerca de R$ 1,5 milhão.

Mesmo com a suspensão da paralisação, o Sintepe informa que as reivindicações da categoria permanecerão acontecendo, ainda que com os profissionais em sala de aula.

HISTÓRICO DO MOVIMENTO GREVISTA – A greve atingiu cerca de 650 mil alunos matriculados na rede estadual de Pernambuco para o ano letivo de 2015. As negociações entre o Governo de Pernambuco acontecem desde abril deste ano, quando o primeiro movimento grevista foi decretado. Na ocasião, os professores permaneceram com as atividades suspensas por 24 dias.

A primeira paralisação aconteceu no dia 10 de abril, depois de uma assembleia que foi realizada com a presença de mais de 1.500 pessoas.

Dr. Valmir Filho responde aos comentários de que ele é pré-candidato

E a corrida pela Prefeitura de Araripina segue!

Nem bem o ano de 2015 teve início e numerosos nomes já eram apontados como possíveis ou já eleitos futuros Prefeitos de Araripina, no Sertão de Pernambuco. Os dias foram passando e a poeira só aumentou e mais nomes foram se somando a uma lista que só cresce! Se desse tantos nomes um ou dois sairão ninguém tem certeza ainda, mas o burburinho pelos quatro cantos de Araripina não recuou e vem tomando dimensões cada vez maiores.

Dentre os nomes fortes e que se destacam é de um filho da Terra com forte bagagem política, pois seus pais, Dra. Dionéia Lacerda e Dr. Valmir Filho, seus pais, ambos já geriram a cidade no cargo de Prefeitos desta; com isso, não seria incomum o nome de Valmir Filho surgir como forte predileto nas conversas dos populares sobre ser o possível futuro prefeito de Araripina.

Seguindo esse avante popular que já se coloca a dispor de Valmir Filho como possível pré-candidato, o Araripina.com.br esteve conversando com o mesmo sobre as possibilidades e o que ele pensa sobre isso; pois a decisão final não cabe, como ele mesmo disse, apenas o grupo político a qual faz parte é quem cabe a decisão final.

Ouça a fala de Dr. Valmir a respeito dos comentários em prol de sua pré-candidatura:

 

 

Empresas do polo gesseiro de Araripina são intimadas pelo MPT

Cinco empresas que fazem parte do polo gesseiro em Araripina, no Sertão de Pernambuco, foram intimadas pelo Ministério Público do Trabalho em Pernambuco (MPT) para cumprirem determinações em relação à segurança dos trabalhadores. A intimação aconteceu após um relatório entregue pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego com denúncias de irregularidades.

As principais obrigações ajustadas pelas empresas são a de fazer o aterramento de instalações; instalar sistema de segurança nas zonas de operação que apresentem perigo; colocar proteções fixas ou móveis com dispositivos de intertravamento; dispor de segurança em zonas de perigo de máquinas e equipamentos; instalar em máquina dispositivos de parada de emergência; dotar as máquinas e os equipamentos de meio de acesso fixo e seguro em todos pontos de operação e intervenção; e fornecer e exigir a utilização, pelos empregados, dos equipamentos de proteção individual adequados ao risco, em perfeito estado de conservação.

Segundo Vanessa Patriota procuradora do MPT responsável pelo o caso, no polo gesseiro existem mais de 700 empresas do ramo que produzem além do gesso em pó, as placas ou mesmo realizam trabalhos de mineradora. Para tentar solucionar o problema, foi intimado para que fossem assinados Termos de Ajuste de Conduta (TAC) em que as empresas se comprometem a corrigir os problemas apresentados no relatório.

Porém, a procuradora do MPT ressaltou que há casos em que a empresa já deveria estar cumprindo o TAC, anteriormente assinado. Elas foram multadas e os valores da punição variam de acordo com o número de infrações cometidas e de trabalhadores prejudicados. “Ainda estamos realizando as fiscalizações e certamente outras empresas poderão ter que cumprir normas de trabalho e deverão ser autuadas também”, disse Vanessa Patriota. Qualquer cidadão também pode denunciar irregularidades nas empresas, pelo www.prt6.mpt.mp.br.