A ‘Campanha Basta de Violência Contra as Mulheres’ em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, começa oficialmente nesta sexta-feira (31).  A mobilização será  realizada em dois locais da cidade. A partir das 12h, no centro gastronômico Bodódromo, localizado no bairro Areia Branca, Zona Leste. E na Orla de Petrolina, às 19h.

images
(imagem da internet)

A Secretaria da Mulher de Petrolina, em parceria com o CRAM, está trabalhando para combater o índice de violência, que cresceu 30% em 2013. Segundo dados do Núcleo de Prevenção da Violência e Acidentes da Secretaria de Saúde de Petrolina, cerca de 300 mulheres foram vítimas de agressão sexual no ano de 2013. Um aumento de 30 % com relação aos 230 casos registrados em 2012 no município.

A campanha desenvolvida pelo governo do estado, tem como objetivo alertar sobre a importância de denunciar qualquer tipo de violência sofrida por mulheres. O público alvo serão os turistas e a população da cidade. Todos os anos, o mês de janeiro é marcado por mobilizações.

Segundo a psicóloga do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) de Petrolina, Renata Machado, essa campanha de conscientização é importante, porque em geral, as vítimas de violência chegam fragilizadas. “Quando elas chegam, ainda se sentem inseguras e com autoestima baixa e até se sentido culpadas pela ação sofrida. E como muitas vezes a violência acontece dentro das famílias, há um silêncio para preservar a família”, relata.

Ainda de acordo com a psicóloga, a maioria das mulheres atendidas pela rede assistencial de Petrolina chegam através do serviço de saúde. “As vítimas não procuram espontaneamente a ajuda. E só busca atendimento de saúde quando a agressão é física”, explicou Renata, que chega a atender em média oito mulheres violentadas por semana na cidade.

Serviço
Secretaria da Mulher de Petrolina, PE – (87) 3867-3516
Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) – 3861-4620
Endereço: Avenida Projetada, S/N – Vila Mocó.
Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Fonte: G1.com

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: