BODE DO ARARIPE PERDE CHANCE DE FICAR NO G4

Quem foi ao Chapadão do Araripe não esperava o resultado ruim: ou seja, a derrota do Araripina Futebol Clube para a Cabense, do Cabo de Santo Agostinho por 1 X 0.

Mas, o resultado adverso veio e com ele a queda da equipe na tabela de classificação geral do Campeonato Pernambucano de Futebol, caindo duas posições (agora é o oitavo colocado da competição).

O placar desfavorável não foi nada bom para o time sertanejo, que agora tem um difícil compromisso na quarta-feira contra o Porto, em Caruaru. A partida é mais difícil ainda para o Bode do Araripe, uma vez que o Porto vem de sucessivos insucessos na competição e não vai entregar a partida dentro de seus domínios. Um empate, acredito, já será um grande resultado para o time de Araripina enfrentar com moral o Náutico, no dia 31/01/2010, no Chapadão do Araripe. Outra derrota seria uma catástrofe, pois aí a equipe passaria à zona de rebaixamento, o que não é o desejo da população do Araripe.

Vi o jogo, como as mais de 4.500 pessoas presentes ao estádio, e não gostei da postura tática do time em campo (simplesmente, não houve postura tática nas quatro linhas). Apenas, muita correria e vontade dos jogadores do Bode Araripe em campo para obter um bom resultado. Porém, o time estava (se apresentou desordenado em campo) perdido nas quatro linhas.

Não se viu uma jogada trabalhada que envolvesse o adversário. Apenas, bolas rifadas na área adversária e muito chutão da defesa para o ataque. O goleiro da Cabense foi um mero espectador da partida. Faltou concatenação ao time, jogadas ensaiadas, troca de passes envolvendo o adversário. Uma desorganização total dentro de campo foi o que se viu. Todas as bolas alçadas à grande área da Cabense ou foram lançadas pelo Goleiro Danilo em chutões da sua meta ou levantadas por algum ala ou jogador de meio de campo do Araripina e sempre cortadas pelos zagueiros da Cabense. Faltou inteligência ao Araripina para ganhar a partida, mas sobrou muita garra e força de vontade, que não foram suficientes para furar o bloqueio da Cabense.

Quanto ao time da Cabense, não vi muitos méritos para ganhar do Araripina dentro do Chapadão do Araripe. O time do Cabo de Santo Agostinho saiu com o resultado positivo muito mais pelas falhas de ordem tática do Araripina em campo do que mesmo por ter apresentado um pretenso bom futebol. Nada disso ocorreu para conquistar três pontos do Bode do Araripe. Achei a Cabense uma equipe modesta e o Araripina atabalhoado dentro das quatro linhas. Repito. Faltou postura tática à equipe de Araripina para envolver o adversário e sair com um placar favorável.

SANDRO MORAES

Advogado-13.888-OAB/PE

Jornalista-1.504-DRT/PE

(Colaborador desse post, ex-repórter esportivo e chefe de reportagem da Folha de Pernambuco, ex-revisor do Diario de Pernambuco e do Jornal do Commercio, escritor)


Participe da discussão

2 comentários

  1. Concordo com a análise do jogo… Entretanto, creio que uma vitória fora de casa contra o Porto é totalmente possível, considerando que o time caruaruense é limitado, joga sem apoio da torcida (já que o Porto é um clube que não possui muitos adeptos). Acho que o Bode tem tudo pra vencer essa partida.

  2. Excelente análise.
    Concordo com Sr. Arnaldo, o Araripina tem chances de sair de Caruaru com um bom resultado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.