Benefícios da prática de exercício físico para o sistema ósteo-muscular

* Paulo Kleverman

O exercício físico é essencial para a manutenção de ossos e músculos fortes. A força muscular declina com o avançar da idade, mas trabalhos demonstraram que quando a pessoa se exercita ela fica mais forte e com o peso mais adequado, em comparação aos sedentários. Quando praticado na infância, o esporte ajuda as crianças a reduzirem o risco de dor crônica no futuro, incluindo dores lombares e cervicais.

Osteoartrite (Momento em que a articulação fica comprometida, provocando dores e inchaços)

Para que se mantenham saudáveis, as articulações precisam ser exercitadas. Longos períodos de inatividade levam a articulação artrítica a se enrijecer e os tecidos próximos a enfraquecerem. Nos pacientes com Osteoartrite, a prática de atividade aeróbica de baixo impacto e o treinamento de força são benéficos em termos de redução da dor e melhora do desempenho articular. Além disso, esses pacientes são mais capazes de praticar as atividades do dia-a-dia.

Fraturas e Quedas

A atividade física tem um papel importante no alentecimento (diminuição da osteoporose), além de ajudar a reduzir o risco de quedas, por fortalecimento muscular e esquelético – articular, melhora do equilíbrio e, conseqüentemente, de fraturas. Se lembrarmos que a queda é uma importante causa de morte em indivíduos com mais de 65 anos, veremos a importância da atividade física nesses pacientes.

Dor Lombar

Os indivíduos sedentários apresentam risco aumentado de dor lombar, especialmente quando têm que realizar atividades não usuais, como carregar peso e outros trabalhos que exigem força. O sedentarismo leva a alguns fatores que podem favorecer o desenvolvimento de dor lombar:
• A falta de flexibilidade muscular restringe a mobilidade da coluna lombar;
• A fraqueza da musculatura abdominal aumenta o estresse na musculatura lombar, levando ao deslocamento dos ossos do quadril;
• A fraqueza da musculatura lombar aumenta a carga na coluna vertebral e o risco de compressão discal;
• A obesidade leva à sobrecarga da coluna e aumenta a pressão nas vértebras e nos discos intervertebrais.
A atividade física tem um papel benéfico no alívio da dor lombar crônica, embora não seja recomendado que os pacientes com dor lombar aguda e súbita pratiquem exercício físico. Além do fortalecimento ósteo-muscular, o exercício ajuda a melhorar as atitudes do paciente frente aos seus sintomas.

RELACAO EXERCÍCIO FÍSICO/ALIMENTAÇÃO/PERDER PESO

A atividade física ajuda a reduzir o peso corporal, a manter a perda e atua no combate da obesidade. Os pesquisadores mostraram que as mulheres que se exercitam regularmente, sem modificação da dieta, perdem mais peso do que as mulheres menos ativas. Trinta minutos diários de atividade física moderada podem ser adequados para a manutenção da saúde cardiovascular, porém, não ajudam a prevenir o ganho de peso. A recomendação, para atingir esse objetivo, é de praticar 45 a60 minutos de atividade física por dia.
A perda significativa de peso requer a prática de atividade física e a restrição da ingestão calórica. Além disso, se o indivíduo praticar atividade física sem uma dieta adequada, a perda de peso será pequena, pois ocorrerá reposição da gordura por massa muscular. Todavia, o corpo terá um melhor tônus e será mais saudável.
As pessoas que se exercitam são mais aptas a se manter em um plano dietético. A atividade física melhora a sensação de bem-estar e substitui os hábitos sedentários que normalmente contribuem para uma alimentação inadequada. Além disso, o exercício físico pode atuar como um leve supressor de apetite.

É de fundamental importância que o indivíduo comece a praticar exercícios físicos, seja ele bebê ou idoso. Nunca é tarde pra priorizar o exercício físico como hábito de vida. Isso ajudará você a manter uma qualidade de vida saudável, longe das patologias supracitadas.
Quando se pratica exercícios físicos de forma sistematizada e orientada por um profissional da área (Professor de Educação Física), é possível prevenir e até mesmo tratar determinadas doenças. Não fique parado, jogue a preguiça fora e comece já a praticar exercícios físicos.

* Paulo Kleverman é professor de Educaçao Física,  formado na Escola Superior de Educação Física_ESEF/Universidade de Pernambuco_UPE.

Participe da discussão

13 comentários

  1. olá Paulo,sou graduando do curso de Educação Física da UESPI-FLORIANO-PI e gostaria muito que vc me ajudasse na elaboração da minha monografia, meu tema é(os benefícios da prática orientada de exercícios físicos nos acadêmicos da UESPI).
    SEREI GRATO PELA SUA COLABORAÇÃO!

  2. posso ajudar sim… mande as ordens ai q te dou as dicas daqui… por onde comecamos?? pode falar por aqui q recebo em meu email. abraço

  3. Olá…sou estudante do curso de Pós Graduação Ciências da Sáude e Esporte da PUC- RS, e gostaia que vc me ajudasse com algumas ideias a respeito da monografia, pretendo fazer a respeito do exercicio fisico orientado e patologias da coluna, mas não sei exatamente em qual me aprofundar…poderia me dar alguma ajuda!?!??!

    Adorei o artigo, muito bom!!!
    abraço
    Suzielly Pereira
    porto alegre- rs

  4. este comentário é muito bom,porque eu entendie muita coisa boa para a saúde!!
    e continuem assim,porque podem evuluir muitas coisas ótimas para todas as pessoas!!!

  5. gostei disso, esta fazendo um ano que eu pratico exercicio fisico, não sou mais uma sedentarista

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: