Agricultores da zona rural de Araripina estão recebendo água imprópria para o consumo humano


Caldo de tudo que não presta numa garrafa: É amostra da água de Lagoa do Barro
Hoje, na Secretaria de Desenvolvimento Rural, uma garrafa contendo amostra da água de Lagoa do Barro passeava nas mãos de Danda Simeão e Dr. Simão. O destino da amostra é o laboratório. Querem saber se a mesma ainda é própria para consumo humano.

É tarde para saber isso e também desnecessário. A cor do troço chamado de água mais parece uma calça de veludo verde daquelas que as mulheres usavam nos anos 70.

O resultado vai fazer lembrar aquela piada sobre exame de urina que o sujeito  misturou com fezes  e óleo de motor para testar o laboratório. Com um detalhe: A água também contém níveis elevados inseticidas, fungincidas e pesticidas. Além de sumo de cueca dos banhistas.

Dr. Simão, ao ver Danda passear com o litro de água para análise, relembrou que já viu embalagens de veneno boiando sobre as águas da barragem de Lagoa do Barro como se fossem barquinhos.

A VERGONHA

Água contaminada existe em todo lugar. Talvez o Rio Tietê seja tão ou mais contaminado que a água de Lagoa do Barro. A diferença, ou a vergonha, é que água do açude araripinenses está sendo servida pelas operações conjuntas que entregam água aos sertanejos de Araripina.  Sem que ninguém reaja, diga-se de passagem. E ainda dizem que o interventor é DURÃO.

A MEDIDA 

Correto seria mesmo interditar Lagoa do Barro, informar às autoridades dos poderes estadual e central que o município não dispõe de um único manancial hídrico para, no mesmo expediente, EXIGIR máquinas perfuratrizes para construir poços ao longo do leito do Riacho São Pedro, onde a vazão é boa em profundidades superiores a 80 metros. Isto sim é ser DURÃO em benefício do povo.

Nós resgatamos essa matéria postada por um blog de Araripina,  por que se trata dessa  mesma água, que o Exército Brasileiro serve ou tenta servir nas cisternas atendidas pelo programa que o mesmo atende.
 Quando eu digo tenta é por que ao saberem  que se trata de água do manancial de Lagoa do Barro, os donos da cisterna se recusam a receber .

Ao mesmo tempo em que serve nossos  agricultores com água de Lagoa do Barro, o Piauí e o Ceará, Esta sendo  servido pelo exercito a água dos poços do cavaco,  a maioria dos poços  estão contratados,  para atender os carros pipas que estão levando a água para os municípios vizinhos do Piauí e Ceará,  como por exemplo Caldeirão Grande e Salitre.


Em breve traremos novas informações sobre esses fatos, inclusive com relatos das pessoas, que estão sendo prejudicadas com esse descaso.

Fonte: Blog Z1

Publicado por Cidade de Araripina Pernambuco

Sobre

Deixe um comentário

O que você achou disto?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: