A última dose de cuba libre no Recanto

postado em: Araripina, Cultura | 0

Por: Ronaldo Lacerda

“Registro aqui com estranha melancolia a ÚLTIMA DOSE DE CUBA LIBRE tomada no Bar Recanto, que deixará de existir. Não sou mais da ‘farra’, mas fui curtir um pouquinho da noite chuvosa de Araripina no mais famoso reduto boêmio do meu tempo. O bar Recanto some da história sem festa de despedida. Fui atendido pessoalmente pelo amigo Malan, o proprietário, que agora vai cuidar do Balneário ‘Seu Valério’, homenagem a seu pai de saudosa memória e amigo de todos que estudaram no CERU nos anos 70 e 80. É seu novo negócio.
Registo que as Casas Bahia chegarão à cidade e esta chegada ‘move pedras’. Talvez o Recanto abrigue algo do ramo de culinária.
Registo ao fundo a velha Figueira e torcemos para que se torne ‘Patrimônio de Araripina’, para uma vez protegida por Lei, protegida fique também do mercado imobiliário, e assim possa ser zelada e sempre imponente.
Foi só uma dose. Mas o suficiente para recordar que ali vivi os dias mais descontraídos da minha vida; que ali ‘me preparei’ com os amigos para as festas grandiosas do Clube Arca e também para as festas nas cidades vizinhas. Era o ponto de partida em dias de festa no Clube e o ponto preferido nos dias normais na cidade.
Foi lá simplesmente que engatei o namoro que virou casamento, que me deu filhos e me tornou pai de família longe das farras.
Se vai o Bar Recanto como se foi o Bar Araripe.
Sinal dos tempos. Fiz questão de levar para casa ‘sem pagar’ o último copo usado no Bar Recanto para tomar a última dose de Cuba Livre. A última lata de Coca também. O copo foi presente de Malan. Ficarão bem guardados no cofre.
Obrigado por tudo, Malan!
Araripinense que é Araripinense sabe o que estou falando e o que estou sentindo”.

Reproduçao: Facebook.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.