A fragilidade dos prêmios comprados em Araripina

Nos últimos anos os empresários de Araripina são reféns de um prêmio no qual seleciona os “melhores” em diversas categorias. Prêmio este, feito por uma instituição que não possuí sede ou vínculo permanente com a cidade para avaliar se os premiados são mesmos os mais bem avaliados nos seus setores.

A votação é feita por uma enquete online aberta ao público, que recebe permissão para votar após um extenso cadastro com diversos dados pessoais. O popular que fez o cadastro e votou, permitiu que seus dados seja levados por uma empresa de fora e ainda correm o risco de ter seus dados roubados por negligência ou até má fé.

Após votar, o risco do voto popular não ser levado a sério é altissimo, pois a quantidade de votos não é divulgada com detalhes que provem que foram pessoas que votaram e não máquinas. Com isso, o primeiro lugar para receber o prêmio pode ser descartado por simplesmente não querer pagar a “taxa” de participação.

Mesmo sendo um prêmio frágil, sem reconhecimento real da população, por qual motivo o Empresário paga? O lojista aceita ser usurpado por uma atitude desesperada de aumentar suas vendas ou seu reconhecimento local.

Araripina não precisa de fake prêmio dos “melhores”, já existe um votação aberta no Google Meu Negócio, e as maiores empresa da cidade utilizam a ferramenta de forma estratégia, recebendo estrelas e comentários reais da qualidade do negócio.

Deixe um comentário