Processo Seletivo da Prefeitura de Araripina, Pernambuco, abre 215 vagas imediatas de Nível Fundamental, Médio e Superior. Também haverá formação de cadastro de reserva, com o propósito de selecionar profissionais para atender as demandas da Secretaria Municipal de Educação (SME).

As inscrições para esse processo acontecerão nos dias 14 e 15 do mês  de abril, na Escola Eduardo de Sousa Carvalho,  localizada na  Rua Antônio de Carvalho Leite, s/n, Centro. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 14h às 17h.

A previsão salarial, conforme informado no edital, varia de R$ 880,00 a R$ 1.760,00, enquanto a jornada de trabalho poderá ser de até 40 horas por semana.

As vagas do processo de seleção são de Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Sala, Auxiliar de Creche, Zelador, Condutor de Transporte Escolar, Vigia, Porteiro, Merendeira, Intérprete de Libras e Professor de Educação Física e de Ensino Fundamental I e II, nas disciplinas de Português, Matemática, Inglês, Ciências, História e Geografia.

Segundo funcionários da Secretaria de Educação do município, as vagas existem, pois em algumas escolas há duas ou três turmas, ainda sem professores, desde que as aulas começaram, no dia 21 de março, o que era para ter acontecido em fevereiro. A situação não é tão  agravante porque quando a diretora da escola ou supervisor, e até  outro funcionário (embora não seja essa a atribuição) não toma conta dos alunos  sem professor, para não ficar sem aula, esses são unidos a outros, o que dificulta o trabalho do educador e o aprendizado do discente, já que o número de estudantes na mesma sala aumenta, bem como a disparidade de conhecimento, no que diz respeito a série dos alunos.

Ainda de acordo com informações de funcionários, que preferiram não se identificar, todos os anos são feitos levantamentos, onde é mostrado o quadro que aponta a quantidade de alunos, de professores efetivos e contratados, para que a Secretaria de Educação possa se organizar e resolver a situação, pois muitas Instituições Educacionais do município estão recebendo crianças de outras escolas, também municipais, por conta da falta de profissionais na área.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.