Produtores de Frango em Araripina recebem orientação sobre manejo

Os criadores de frango caipira no Sertão do Araripe contam agora com orientação especializada para fortalecer a atividade.  Realizado pelo Sebrae, o programa Papo Cheio teve início nesta segunda quinzena de novembro, com o objetivo de promover o desenvolvimento da atividade de criação de frango através de consultoria personalizada.

Cerca de cinquenta criadores já aderiram ao programa, que possibilita a capacitação técnica e gerencial na propriedade, transferência de tecnologia, o aumento da renda e elevação da eficiência da atividade. “Uma galinha caipira para ficar no ponto de abate, demora entre oito meses e um ano. Um longo período. Com essa assistência, a forma de manejo contribui para que em quatro meses ela esteja pronta para o abate”, explica a analista do Sebrae no Sertão do Araripe, Rossana Webster.

O programa tem assistência técnica de seis meses, com 24 horas de consultorias por produtor (sendo 3h mensais) e oficinas de gestão em grupo. O trabalho envolve diagnóstico da atividade, planejamento da atividade de avicultura caipira, orientação na construção das instalações (aviário), implantação do manejo nutricional, implantação de manejo profilático/sanitário, orientação na utilização de alimentos alternativos e controles de gestão da atividade

A contratação do Papo Cheio acontece via programa Sebraetec, com apresentação de documentos RG, CPF, comprovante de residência. O Sebrae garante 70% do valor do programa e o  produtor contratante  investe 30%, que equivale a R$ 405,00, dividido em  seis parcelas de R$67,50 .

Nos dias 11 e 12 de novembro, foi realizada uma missão técnica do Sebrae Araripina para conhecer o trabalho de campo do programa Papo Cheio na cidade de Santana do Ipanema, em Alagoas, onde os empreendedores rurais puderam observar a melhoria no processo de criação do frango caipira e gestão da produção. Os interessados em saber mais sobre o Papo Cheio podem entrar em contato por meio dos telefones: (87) 3873.1708 / 99656-4634.

Deixe uma resposta