“Desabrochar”

DESABROCHAR – verbo 1.transitivo direto?abrir, desapertar (o que um broche ou fecho prendia).?2.transitivo direto e intransitivo e pronominal?abrir(-se), transformar(-se) [o botão] em flor. “É preciso o desabrochar de coisas, pessoas e até mesmo sonhos que o prendiam. A gente desabrocha a calça quando come demais, mas parece ser coisa de outro mundo quando a ideia é desabrochar de um amor que tanto lhe acorrentou, que lhe tomou o fôlego. A vezes preferimos permanecer botão do que desabrochar e se transformar numa flor simplesmente por medo dos outro ou até de si. Tolice a nossa!

A gente se mantém fechado sem querer abrir a mente, sem saber se vai da certo, sem querer se decepcionar, sem desabrochar. Até quando ? Se tem raiz que alimenta, se tem caule que sustenta, se tem ar pra respirar porque não desabrochar ? Tanta coisa aí dentro, querendo pular, sair, tanta coisa pra você livrar, coisa que quer tomar um sol aqui fora, que quer multiplicar nesse campo que a gente chama de mundo e você vai mesmo preferir se fechar ? Ser pra sempre o botão que não floriu ? Vamos, faça esse favor pra si mesmo, se regue, se ilumine, adube-se de coisas boas e nutritivas pra mente e pra alma, procure pessoas férteis.
É hora que conjugar o verbo, de fazer, de se soltar, de desprender, é hora de DESABROCHAR.”

Jales Taelyson

Deixe uma resposta