helida.luanna Hélida Luanna

Olá ! Sou natural de Araripina, cidade por a qual tenho muito apreço. Atualmente resido em Petrolina- PE, curso o 8º período de Psicologia na Universidade Federal do Vale do São Francisco. Contribuo nesse site com a postagem de matérias cujos conteúdos são pertinentes a minha área de atuação, com o objetivo de trazer informações sobre temas relevantes para a população.

Todos os artigos de helida.luanna

 

Crianças e relações humanas em foco!

Conversas corriqueiras sobre crianças, geralmente, trazem alguns assuntos mais comentados sobre os pequenos: o desempenho escolar, a agitação, a bagunça, os choros, as birras, a “desobediência”, a esperteza, a criatividade, a fantasia, a alegria e o carinho. Uma informação óbvia, mas que pode nos levar a pensar: os bebês nascem “sabendo” de poucas coisas, por...
Continue lendo...  

“Semana da Pessoa com deficiência”- A acessibilidade.

Na semana que se segue, entre os dias 24 e 30 de agosto, fomentam-se discussões e manifestos acerca da Inclusão Social de pessoas com deficiência. Um dos termos mais utilizados em tais manifestações é a ACESSIBILIDADE. Mas, o que isso quer dizer? Compreende-se que toda e qualquer pessoa, independentemente de sua condição física ou mental...
Continue lendo...  

Uma palavrinha sobre a Inclusão Social !

Os antecedentes históricos nos quais se fundamenta essa temática datam da Grécia ou Mundo Antigo onde as crianças com deficiência física ou  mental eram jogadas nos esgotos ou do alto de montes. Na Idade Média, as pessoas com deficiência só encontravam abrigo nas igrejas, lugar aonde viviam isoladas do convívio com a sociedade; os deficientes tinham...
Continue lendo...  

“Vícios Elegantes e Deselegantes”*

O consumo de substancias psicoativas, ou “drogas” tem sido alvo de um extenso debate. Os discursos tendem a recair no âmbito do proibicionismo, da ilegalidade do consumo de algumas substâncias ou do incentivo ao uso de outras.  As práticas que legitimam ou não o uso de algumas “drogas”, possuem determinantes históricos e culturais, que respondendo aos interesses de determinados...
Continue lendo...  

O Direito a Saúde em Araripina – SUS.

* Hélida Luanna Reis     O Brasil é um país que, desde o seu processo de colonização, foi submetido a condições de exploração de seus recursos materiais e humanos. Elites dominantes, escravidão, alta taxa de concentração de poder e de riqueza, práticas coronelistas e clientelistas, ditadura militar, corrupção… Nesse contexto, parece que as noções...
Continue lendo...  

Araripina e o SUS, como vai?

Usualmente a mídia divulga notícias sobre as precárias condições de assistência a saúde oferecidas aos cidadãos. Cenas cotidianas que mostram as enormes filas, a falta de profissionais para atender as demandas da população, faltam de remédios, equipamentos e tantos outros problemas têm sido apontados como variáveis negativas ao se discutir sobre os serviços de saúde pública...
Continue lendo...  

Indicações de fontes de leituras e pesquisas

   É possível que você já tenha dito isto: “Vou aproveitar esse tempinho livre, para dar uma olhada na internet e ler  alguma coisa legal”. Parabéns pela sua iniciativa! O acesso à internet disponibiliza diversas possibilidades de consultas aos mais variados temas. Ocorre que dentro deste vasto universo de informações, é necessária a devida cautela no que diz respeito...
Continue lendo...  

Produção Científica cresce 56% no Brasil

Editado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República Nº 802 – Brasília, 6 de Maio de 2009 Produção científica cresce 56% no Brasil   O Brasil alcançou na 13ª posição na classificação mundial em produção científica em 2008 e ultrapassou a Rússia (15ª) e a Holanda (14ª). De 19.436 artigos em 2007, essa...
Continue lendo...  

Psicologia: o que é isso?

O termo psicologia é comumente usado no cotidiano das pessoas: “Aquele vendedor usa a sua psicologia para vender mais produtos”, “ as mulheres sempre usam sua psicologia para ouvir e entender os problemas dos seus amigos.”, “de psicólogo e louco todo mundo tem um pouco”. A questão é: será essa a psicologia usada pelos psicólogos?...
Continue lendo...