“Aquele que lida com a sorte na palma das mãos”

Luiz Laercio, Aquele que lida com a sorte na palma das mãos e discorda quando dizem que o sete é o número do azar. Sete, é o número de filhos e ele se considera um homem de sorte já que é feliz mediante todo esse caos do mundo. Aquele que vende a esperança da suposta felicidade depositada em números de uma rifa, é buscado todos os dias na tentativa de ser um felizardo, mas a questão é a sorte existe?  O cambista de jogos de azar aprendeu com o pai a lidar com o destino que lhe estava proposto e nunca esperou pela sorte pra ser feliz, “eu por exemplo sou sortudo por ter uma família linda e abençoada” e então entendi que as pessoas é que depositam a sorte em coisas grandes demais sem perceber a simplicidade de um trevo em suas mãos. A sorte incrivelmente está em tudo, nas pequenas coisas e no simples fato de ter certas pessoas, porque isso também é sorte e acredite, eu sou o homem mais sortudo do mundo.

#apoesiasomosnos

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.